IGF 2015 aprofunda debate sobre governan?a da Internet

31
COMPARTILHE

Após quatro dias de debates entre representantes de Governos, empresas, academia e sociedade civil, o 10º Fórum de Governança da Internet (IGF na sigla em inglês), realizado em João Pessoa, chega ao fim com uma programação intensa. Membros do Comitê Gestor da Internet no Brasil e profissionais do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR faazem parte de diversas atividades durante esta sexta-feira (13), que envolvem discussões sobre a jurisdição da Internet e cooperação na América Latina e Caribe. Desde segunda-feira (9), cerca de cinco mil pessoas participam de encontros pautados pelo tema Evolução da Governança da Internet: Empoderando o Desenvolvimento Sustentável.

Leia mais Notícias do Portal Correio

As discussões à tarde começaram às 14h com o NIC.br que debateu sobre software livre e Internet aberta enquanto membros do CGI.br participaram da plenária principal, pautada para debater a Declaração NETmundial e a evolução do ecossistema da governança da Internet. Por fim, às 17h (horário de João Pessoa), membros do Comitê Gestor e profissionais do NIC.br irão acompanhar a cerimônia de encerramento.

A participação de membros do CGI.br e profissionais do NIC.br no IGF 2015 teve início na segunda-feira (9), com encontros preliminares – entre eles, a Reunião de Líderes e da Iniciativa NETmundial. Desde então, os especialistas fizeram parte da cerimônia de abertura, de discussões sobre segurança na Internet, sobre a infraestrutura da rede e produção de pesquisas para embasar políticas públicas, entre diversos outros assuntos.

IGF 2015

O Centro de Convenções de João Pessoa abriga, desde segunda-feira, mais de 100 debates, entre sessões principais, workshops e atividades paralelas sobre a governança da Internet. O IGF tem o Brasil como sede pela segunda vez – a primeira foi no Rio de Janeiro, em 2007.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas