Início Geral

Importações caem pela metade e exportações crescem quase 3% na Paraíba

A Paraíba movimentou, entre janeiro e fevereiro de 2016, um total de US$ 22,9 milhões em exportações, o que representou um acréscimo de 2,9% em relação aos valores exportados no mesmo período do ano anterior (US$ 22,2 milhões). As importações, por outro lado, recuaram 49%, retrocedendo dos US$ 92,5 milhões nos dois primeiros meses de 2015 para US$ 46,8 milhões em 2016.

Leia também: PIB do Brasil fecha 2015 com queda de 3,8%, afirma IBGE

Os reflexos do câmbio nesta dinâmica ficam claros ao consideramos que, apesar de não haver alterações significativas na composição da pauta de exportações do estado, o aumento no volume dos bens exportados pela Paraíba foi bem maior do que o acréscimo nos valores recebidos. Em volume, as exportações paraibanas cresceram 23%. Nas importações, observa-se que os volumes sofreram contração de 59%, redução 10% maior de que a dos valores.

Os resultados deste acumulado mostram que, ao início deste ano, a balança comercial paraibana tem caminhado em sentido ao reequilíbrio. Mesmo continuando deficitária, com uma diferença de US$ 23 milhões entre os valores exportados e importados, na análise dos últimos 10 anos, pode-se verificar que, para os meses de janeiro e fevereiro, este é o melhor resultado do saldo comercial paraibano desde o ano de 2008.

Leia mais Notícias no Portal Correio

No acumulado do ano, os cinco principais produtos exportados pela Paraíba foram: calçados de borracha, álcool etílico, sucos, açúcares de cana e calçados de material têxtil. As exportações paraibanas tiveram como principais destinos os Estados Unidos, a França, a Turquia, a Austrália e o Peru.

Os produtos importados que obtiveram um maior destaque na balança comercial do período foram: calçados para esportes, trigos e misturas, “fuel-oil”, malte e partes superiores de calçados. Os principais países de origem das importações da Paraíba foram Vietnã, China, Estados Unidos, Paraguai e Argentina.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.