Início Geral

Investidor que Dunga apresentou a clube era o seu empres?rio

O atual técnico da seleção brasileira, Carlos Caetano Bledorn Verri, o Dunga, indicou o seu próprio empresário, o italiano Antonio Caliendo, para negociar os direitos federativos do meia Éderson com o RS Futebol Clube, em 2004.  

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Dunga nega ter agido como empresário e rebate qualquer sociedade com a IPC, grupo que Caliendo representava no momento da negociação.  

Segundo reportagem da ESPN, a nota relativa ao pouco mais de R$ 407 mil que ele recebeu na negociação foi emitida pela empresa “Dunga Empreendimentos, Promoções e Marketing Ltda”.  

Na descrição do serviço está especificado que foi por “faturamento de honorários profissionais pelos serviços prestados de assessoramento, acompanhamento e indicação de investidor na aquisição de direitos federativos e econômicos de atleta”. A quantia foi depositada pelo RS Futebol Clube.  

Independentemente da possibilidade de relação societária com Caliendo, havia um vínculo profissional entre ambos. Segundo o próprio Caliendo já confirmou em outras ocasiões, ele era empresário de Dunga, que acabara de encerrar a carreira de jogador.  

Em maio de 2010, para o site IG, Caliendo confirmou a relação de trabalho com Dunga, pouco antes de o Brasil disputar o Mundial da África do Sul.  

— Trabalho com o Dunga desde que ele tinha 19 anos. Acompanhei toda a carreira dele como jogador profissional e agora como técnico. Ele sempre foi um vencedor e mostrou que está sendo assim também como treinador.

Também em seu blog na época, Caliendo se descreveu, em 2011, como empresário de Dunga, analisando a possibilidade de o técnico assumir a Fiorentina, clube em que atuou nos tempos de jogador.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.