Moeda: Clima: Marés:
Início Economia

IPTU de Campina Grande passa por reajuste e fica 5,3% mais caro em 2022

Atualização monetária corresponde à metade do índice acumulado do IPCA
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Os contribuintes de Campina Grande pagarão 5,37% a mais pelo Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em 2022. Segundo a Prefeitura Municipal, a atualização monetária corresponde à metade do índice acumulado do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), que via de regra serve como base para calcular o reajuste do tributo anualmente.

O secretário municipal de Finanças, Gustavo Braga, diz que a gestão municipal decidiu cobrar metade do índice por reconhecer que, além dos elevados índices de desemprego, a renda média do trabalhador não acompanhou a inflação. “O objetivo é aliviar as perdas nos orçamentos familiares e a queda no poder de compra do trabalhador”, justificou.

O secretário executivo de Finanças, Felipe Gadelha, avaliou que se basear no IPCA e aplicar reajuste de 10,74% estimularia a inadimplência dos contribuintes. “A meta é fazer com que as pessoas, dentro do fôlego financeiro de suas famílias, possam colaborar com a elevação da arrecadação municipal e, consequentemente, com os investimentos necessários para o desenvolvimento local”.

No ano passado, a Prefeitura de Campina Grande arrecadou quase R$ 40 milhões com o IPTU, sendo R$ 8 milhões relativos à taxa de coleta de resíduos.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.