Início Geral

Itabaiana-SE perde pontos na Série D e Raposa pode se beneficiar

Como já era de se esperar, o Itabaiana foi punido pela Justiça Desportiva nesta terça-feira (13) por escalar de forma irregular o atacante Thomas Anderson na partida de estreia na Série D do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense de Feira, no dia 21 de maio. O clube sergipano perdeu três pontos e recebeu multa de R$ 300 por relacionar o atleta sem registro ativo. A decisão foi proferida por unanimidade dos votos da Segunda Comissão Disciplinar. Ainda cabe recurso ao Pleno do STJD. Acesse o Voz da Torcida. Comente no fim da matéria.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Caso a decisão seja confirmada também em segunda instância, o que é muito provável, dada a gravidade da irregularidade, o Itabaiana fica praticamente sem chances de classificação no Grupo A-8 da Série D, que tem o Flu de Feira na liderança com oito pontos, três a mais que o segundo colocado Campinense.

O Atlético-PE soma quatro pontos, a mesma pontuação do Tricolor sergipano, que agora fica com apenas um ponto, faltando duas rodadas para o fim da primeira fase.
No próximo domingo (18), Itabaiana e Campinense se enfrentam às 16h, no estádio Etelvino Mendonça, pela quinta rodada da Série D.

O julgamento

De acordo com Comunicação de Irregularidade de Atleta enviada ao Itabaiana pela Diretoria de Competições da CBF, Thomas Anderson atuou na estreia da equipe na Série D sem possuir registro regular na Diretoria de Registro e Transferência da entidade.

O fato ocorreu porque o contrato do atleta se encerrou no dia 10 de maio e o novo vínculo só foi registrado quatro dias após a partida de estreia ter sido realizada.

Pelo fato, a Procuradoria denunciou o Itabaiana por infração ao artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: “Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”.

Diante da Comissão Disciplinar, a defesa do Itabaiana pediu que sendo aplicada a perda de pontos que seja reduzida a pena por multa.

Para o relator do processo, o auditor Felipe Diego, “não há dúvidas quanto à irregularidade” e , desta forma, votou para aplicar perda de três pontos ao clube e multa de R$ 300 por infração ao artigo 214. O entendimento do relator foi acompanhado pelos auditores Francisco Honório, Marcelo Vieira e João Riche.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.