Jovem ? morta a tiros em motel; irm? estava junto e culpa namorado da v?tima

13
COMPARTILHE

Uma adolescente de 17 anos foi assassinada com um tiro no rosto, na noite desse domingo (12), dentro de um quarto de motel, em Campina Grande. O crime aconteceu por volta das 22h50, no bairro do Serrotão. De acordo com o delegado Francisco de Assis, da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa, o principal suspeito do crime é o namorado da garota. O casal estava acompanhado da irmã dela, de 14 anos, e de um outro rapaz.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo relatos de uma funcionária do motel à Polícia Militar, o grupo chegou ao local em um carro branco e poucos minutos depois o mesmo veículo saiu do motel em alta velocidade, derrubando o portão do estabelecimento. Ela disse à polícia que, antes da saída do carro, havia ouvido um barulho vindo da direção de um quartos do motel.

Um grupo de funcionários foi até o cômodo para verificar o que tinha acontecido e, ao chegar lá, encontrou a jovem ferida. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o motel, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. 

A irmã da vítima procurou à polícia ainda na noite desse domingo. Ela contou ao delegado Francisco de Assis que foi o namorado da irmã quem disparou o tiro. Ele teria se irritado após a jovem se negar a fazer sexo com ele, alegando estar menstruada. A irmã da vítima disse que após atirar contra a adolescente, o suspeito a ameaçou, bem como ao seu acompanhante. Ela e o parceiro teriam sido obrigados a fugir do local junto com o suspeito. Ao sair do motel, o suspeito mandou que o outro homem deixasse a irmã da vítima em casa, segundo depoimento da menina à polícia. Até a manhã desta segunda-feira (13), os dois homens não haviam sido localizados.

A polícia analisou imagens do circuito de câmeras do motel e descobriu que a placa do carro em que o grupo estava na verdade corresponde a de uma motocicleta registrada em Goiana, Pernambuco.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas