Início Geral

Juiz alerta que compra de votos com drogas pode se repetir nesta elei?

A compra de votos é uma realidade na Paraíba, apesar das constantes ações da Polícia Federal, Civil e Militar para combater esse crime no período eleitoral. Além de dinheiro, é comum a troca de votos por empregos, materiais de construção, dentaduras, dentre vários outros benefícios. Na região do Brejo paraibano a situação é ainda mais alarmante, onde nas eleições passadas ficou comprovado que cabos eleitorais de candidatos negociavam os votos por drogas.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

A informação foi dada pelo juiz eleitoral da Comarca de Solânea, Osenival dos Santos Costa, durante reunião promovida pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, em Campina Grande, para tratar da segurança no pleito deste ano. Nesta quarta-feira (30), o juiz em entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM, alertou que a troca de votos por drogas pode se repetir em 2014. Segundo ele, a cidade de Solânea é conhecida como a rota do tráfico de drogas.

“Ainda não posso afirmar com clareza que existe nessa eleição [troca de votos por drogas]. As candidaturas estão postas, mas os cabos eleitorais ainda não se apresentaram efetivamente e a gente ainda não tem dados suficientes, mas acreditamos que Solânea, por ser conhecida como rota do tráfico, e com a efetividade muito grande desse crime, seja na região mais pobre, seja no centro, possa acontecer novamente, mas a gente ainda não tem uma informação exata. Acredito que nos próximos 30 dias a gente tem uma possibilidade de explicar e detalhar mais”, disse.

Ele afirmou que nas eleições de 2010 quando o crime foi detectado e combatido de forma eficiente. “O fato aconteceu nas eleições de 2010, naquele momento nos tínhamos elementos de indicativos de que haviam pessoas envolvidas no tráfico de drogas e que essas pessoas também estavam envolvidas na campanha. Fizemos a denúncia e com isso houve um trabalho da Polícia federal que combateu de forma ostensiva com a Polícia Civil”, contou o juiz.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.