Início Pandemia

Juiz proíbe festa sem limite de público em Bayeux e ameaça multar prefeitura

Live seria realizada sem qualquer limitação de público e se tornou alvo de Ação Civil Pública
Prefeitura Bayeux
Sede da Prefeitura Municipal de Bayeux (Foto: Reprodução/Google Street View)

O juiz Francisco Antunes Batista, da 4ª Vara Mista de Bayeux, proibiu a festa intitulada “Chama o Paulista”, que ocorreria em Bayeux, nesta sexta-feira (30). O evento, com 12 horas de duração, seria realizado no bairro Mário Andreazza sem nenhuma medida sanitária. As informações são da jornalista Sony Lacerda, da Rede Correio Sat, em seu blog.

A live seria realizada sem qualquer limitação de público e se tornou alvo de Ação Civil Pública movida pela promotora Fabiana Lobo. Pela decisão, a prefeita Luciene Gomes (PDT) também terá que rever o decreto municipal.

A prefeita poderá ser multada em R$ 50 mil, em caso de descumprimento da decisão. Isso porque o decreto municipal com medidas restritivas para o combate à Covid-19 libera a realização de lives com a presença de público, sem estabelecer qualquer tipo de limitação.

O evento teve ingressos vendidos a R$ 90 e todo mundo, para ter acesso à festa, teria que constar em uma lista previamente estabelecida. Não havia, no entanto, nenhuma regra estabelecendo limite de público. A festa seria animada pelo cantor Ramon Schnayder.

“Sendo assim, vê-se que o município promovido, mais uma vez em descompasso com a política estadual de combate à pandemia de Covid-19, veio permitir a realização de eventos artísticos com permissão de público, mas sem delimitação do número máximo de pessoas. Com isso, deu azo a eventos como a festa “Chama o Paulista”, ressaltou a promotora.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.