Início Geral

Juíza decide que acusados de matar Vivianny Crisley vão a júri popular

A juíza Lilian Frassinetti Correia Cananea, em audiência de instrução e julgamento nesta segunda-feira (14), decidiu que irão a júri popular os réus Allex Aurélio Tomas dos Santos, Fágner das Chagas Silva e Jobson Barbosa da Silva Júnior, indiciados na morte da vendedora Vivianny Crisley, de 29 anos, crime que aconteceu no dia 21 de outubro de 2016, depois que a vítima saiu de uma casa de shows, no bairro dos Bancários, na Zona Sul de João Pessoa. Comente no fim da matéria.

Leia também: Juiz converte prisão para preventiva e trio suspeito de matar Vivianny está isolado

A informação sobre a decisão foi confirmada à redação do Portal Correio pela vereadora Sandra Marrocos (PSB), de João Pessoa, que acompanhou a audiência no Fórum Juiz João Navarro Filho, em Santa Rita, na região metropolitana. Segundo a parlamentar, a data do julgamento ainda não foi definida.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Entenda o caso

A jovem desapareceu no dia 21 de outubro, depois que saiu de uma casa de shows, no bairro dos Bancários, na Zona Sul de João Pessoa. No dia 11 de novembro, o estoquista Alex Aurélio Tomas dos Santos, 22, foi apresentado pela Delegacia de Crimes contra a Pessoa (Homicídios) da Capital.

Jobson Barbosa e Fagner das Chagas foram presos no dia 2 de novembro no ‘Morro do Acarí’, no Rio de Janeiro. O corpo da vítima foi encontrado no dia 7 de novembro, na divisa entre os municípios de Bayeux e Santa Rita.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos
vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à
Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.