Início Geral

Justi?a nega Habeas Corpus e mant?m preso o acusado por morte de casal em festa

Permanece preso o suspeito de mandar matar o casal Washington Luis Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira, na festa do próprio casamento em Campina Grande, em março de 2014. A decisão parte da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba, em sessão realizada nesta terça-feira (21).

Leia mais Notícias no Portal Correio

Nelsivan Marques de Carvalho está preso de forma preventiva pela suposta prática de homicídio duplamente qualificado e por dois homicídios duplamente qualificados consumados.

De acordo com o TJPB, Nelsivan é apontado, junto com mais cinco comparsas, de ter provocado a morte das vítimas quando ambas saíam de uma festa de casamento na noite de 29 de março de 2014, no bairro do Catolé, em Campina Grande.

A defesa de Nelsivan alegou que não há indícios suficientes de que ele tenha participado do crime e por isso permaneça preso. Os advogados afirmaram também que o suspeito tem bons antecedentes, além de residência fixa e emprego certo.

O desembargador Arnóbio Alves Teodósio, relator do processo, disse que as alegações da defesa não são suficientes para que Nelsivan tenha direito ao habeas corpus, “tendo em vista [que] no caso, estão presentes os requisitos da prisão preventiva e, as medidas cautelares diversas da prisão, são incabíveis”.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.