Laudo conclui que restos de animais e vegetação em poço contribuíram para morte de trabalhadores

339
COMPARTILHE

A presença de restos de animais e vegetação em um poço no município de Barra de São Miguel contribuiu para a morte de quatro trabalhadores ocorrida no dia 13 de janeiro deste ano. Foi o que concluiu o laudo do Instituto de Polícia Científica (IPC), entregue à Polícia Civil na semana passada.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Ao Portal Correio, o perito Robson Félix, que atuou nas investigações do caso, contou que no poço foram encontrados pedaços de troncos, galhos e restos mortais de animais, como serpentes.

“Quando entram em decomposição, esses materiais liberam gases, como o dióxido de carbônio, que expulsam oxigênio dos ambientes. No dia do acidente que vitimou os trabalhadores, o nível de oxigênio no poço era 3,4%. O mínimo que o ser humano precisa é 19,5%”, explicou.

“O poço estava desativado há mais de cinco meses e era raso, mas mesmo assim não houve chance para os trabalhadores porque as condições de lá eram realmente impraticáveis”, completou o perito.

As vítimas estavam limpando um poço quando, segundo familiares, inalaram um cheiro forte semelhante a veneno e passaram mal. Eles morreram por asfixia. 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos
vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à
Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas