Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Lígia cai em campo e começa a correr atrás de aliados

A vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) não tem deixado claro, ainda, qual sua posição na base governista e anda provocando uma interrogação nos bastidores políticos ao afirmar ser pré-candidata pelo PDT ao Governo do Estado embasada no discurso de continuidade ao projeto administrativo atual.

O curioso é que o governador Ricardo Coutinho (PSB) já fez a escolha do seu pretenso sucessor, o ex- secretário João Azevedo (PSB), que já está em campo como pré-candidato desde o ano passado. Porém, Lígia parece não se importar e ao se apresentar como candidata, provoca um racha na situação.

Em entrevista ao Portal Correio, a vice-governadora manifestou sua vontade de ser governadora da Paraíba e disse que vai assegurar apoios com outros partidos.

“Já tenho apoio do povo e do meu partido, agora buscarei ampliar esse apoio com outras legendas. Começo hoje a conversar com outros partidos”, destacou Lígia  dizendo que “ninguém é candidato de si mesmo, nem de A  e nem de B, é candidato do povo”. Ela acrescentou que será “candidata para continuar trabalhando com as ideias que tem dado certo”.

A vice-governadora, que também participou do programa Correio Debate, da TV Correio, nesta sexta-feira (20), novamente defendeu a ideia de continuidade do governo, considerando as mudanças que aconteceram na Paraíba com importantes investimentos.

Ao avaliar a gestão atual, Lígia se diz se encaixar como contribuinte das benfeitorias realizadas e relata que tem planos para governar a Paraíba investindo em mais saúde e educação.

Mesmo sendo conhecedora do cenário atual em que o governo o qual defende já escolheu seu candidato à sucessão, Lígia destacou que não desiste de ser candidata e se posiciona como “uma pessoa que quer continuar defendendo o melhor governo que a Paraíba já teve”, pontuou.

 

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.