Início Geral

Limpando a vidraça

Em meio às denúncias de corrupção e direcionamento de licitações revelados pelas delações da Odebrecht, que a cada dia avança num imenso mar de corrupção, o governo Temer decidiu lançar uma ferramenta de transparência com as contas públicas – o Painel de Preços.

Trata-se de um portal na internet que vai catalogar os preços de todas as contratações feitas pelo governo federal e vai poder ser acessado por qualquer pessoa. De acordo com o ministro Dyogo Oliveira (Planejmento) , o objetivo da medida é ajudar a reduzir a diferença entre os preços de compras feitas por diferentes órgãos do governo e o risco de desvios praticados em licitações.

Todos os órgãos públicos terão que usar a ferramenta como parâmetro para a fixação de preço em licitações e os gestores que fizerem contratos muito acima dos valores ali registrados sem a justificativa da compra poderão ser punidos pelos órgãos de controle.

Ao ser questionado sobre a ferramenta ter relação com as denúncias de corrupção dos últimos meses, que envolvem o direcionamento de licitações, o ministro negou.

Durante o anúncio da nova ferramenta, Dyogo Oliveira afirmou que todos os dados, como quem comprou, de quem comprou, quando e por quanto estarão disponíveis para o acesso de qualquer interessado. Seria uma forma de abrir-se à fiscalização da sociedade, num avanço da transparência na gestão de recursos públicos.

Se a ferramenta do governo federal se apresenta como a mais transparente, deveria servir de modelo para os sites de transparência de vários entes federados. Isso porque, de acordo com os estudos do Ministério Público Federal e de Tribunais de Contas, muitos governos estaduais e municipais estão longe de cumprir essa necessidade.

O Governo da Paraíba, conforme o Ranking da Transparencia do MPF, tem a quarta menor índice (7,3), à frente apenas de Acre, Bahia e Roraima. Em termos de governos municipais, a Paraíba tem a sétima maior média (6,17) no mesmo ranking.

Resta saber se, no mesmo sentido dessa transparência na gestão, o governo vai ser capaz de afastar os nomes que estão envolvidos nas denúncias. Porque ser transparente daqui pra frente não pode anular o que de errado foi feito no passado. Aguardemos a coerência. (Damásio Dias).

TORPEDO

“Só se vence a crise com trabalho. Por isso, ninguém pode ser acomodar, daí o nosso esforço em demonstrar o potencial da cidade em diversas áreas. A nossa grande preocupação é não perder o foco em promover ações que garantam o desenvolvimento local”. Do prefeito campinense Romero Rodrigues, antes de viajar para Brasília, onde encaminha projeto ao Governo Federal.

Acordo com categoria

O governador Ricardo Coutinho anunciou ontem reajuste aos professores do Estado e a recomposição por níveis. De acordo com ele, o menor salário será de R$ 2.611, a partir de 1º de maio, e contemplam prestadores de serviço e inativos.

Mau desempenho

O marqueteiro João Santana disse ontem ao TSE que decidiu diminuir as aparições de Temer em peças publicitárias da campanha de 2014 ao constatar prejuízo entre eleitores. Santana disse que não tinha relação com o então vice.

Quem assume

Os deputados e senadores paraibanos em Brasília definem hoje quem será o novo coordenador da bancada. Benjamin Maranhão tenta se manter. Wilson Filho e André Amaral colocaram os nomes à disposição dos demais.

Recursos federais

O deputado Wilson Filho anunciou aos respectivos prefeitos, durante o final de semana, a destinação de emendas de cerca de R$ 2,5 milhões para os municípios de Conde, Bayeux e Baía da Traição. Dinheiro será para obras e equipamentos.

ZIGUE-ZAGUE

Um pedido de vista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, adiou decisão que pode afetar os trabalhos da Operação Lava Jato, pelo Conselho Superior do MPF.

Trata-se de medida para restringir o trânsito de procuradores, inviabilizando deslocamentos de outras regionais para Brasília e Curitiba, onde funciona a força-tarefa da operação.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.