Início Notícias

Luciano Cartaxo deixa PSD e se torna presidente do PV na PB

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou, nesta quinta (15), o seu ingresso no Partido Verde (PV), sigla que já passa a presidir na Paraíba. O convite para a filiação foi firmado pela presidência nacional do partid. “Este é mais um passo decisivo para aprofundar o conjunto de transformações que iniciamos em João Pessoa, somando esforços para a ampliação deste novo modelo de gestão por resultados que vem mudando a cidade”, disse Cartaxo.

De acordo com o prefeito, que havia recebido o convite de outros partidos, houve uma forte sintonia com o PV em torno das ações em curso na capital paraibana, a exemplo do programa ‘João Pessoa, Cidade Sustentável’, que prevê um plano de ação na cidade para os próximos 30 anos. “Seguirei com os mesmos compromissos, pautado pela boa política. É diálogo, planejamento, trabalho e muito coração envolvido para alcançar resultados que se traduzam em uma vida cada vez melhor para a população”, disse.

Cartaxo foi recebido pelo presidente nacional do PV, José Luiz Penna, que reforçou o compromisso do gestor no comando da sigla. “É uma grande honra receber um representante como Luciano Cartaxo, que faz uma administração moderna, comprometida com as pessoas e com o desenvolvimento sustentável em uma das cidades mais verdes do país e da América Latina”, mencionou Penna.

Candidato ao senado em 2014, com mais de 520 mil votos, Lucélio Cartaxo foi outro quadro a ingressar no partido. “O Partido Verde tem mais de 30 anos de história, com uma bandeira imprescindível para um país como o Brasil. Estou certo de que ganham João Pessoa e também a Paraíba”, mencionou. O PV integra um movimento político internacional, sendo fundado no país em 1986, em defesa das liberdades democráticas e da justiça social.

Em Brasília, onde esteve cumprindo agenda administrativa e prospectando a atração de novos empreendimentos, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, conversou pessoalmente com o Ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, sobre a sua intenção em se desfiliar do Partido Social Democrático (PSD). “Agradeço ao deputado Rômulo Gouveia e ao Ministro Gilberto Kassab por todo apoio nesses últimos anos. No que depender de nós, o PSD segue como grande parceiro, fazendo parte da nossa gestão”, ressaltou Luciano Cartaxo.

Esta é a terceira vez que Cartaxo troca de partido desde que foi eleito prefeito de João Pessoa em 2012, quando era do PT. Em 2015, no auge das investigações contra membros do Partido dos Trabalhadores e com o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), ele trocou de legenda e migrou para o PSD. Em 2016, foi reeleito prefeito da Capital.

Comentários

  • Francisco disse:

    Adorei seu site. Como faço para criar um profissional como o seu. Abraço e sucesso

  • jose joseilso disse:

    o senhor e o único que pode derrotar ,Cássio , maranhão , e o candidato desse governador arrogante e prepotente,estamos cansado de ver esses caras acharem que a paraíba são deles.

  • jose joseilso disse:

    parabenizo a sua grande decisão,saia candidato independente cem precisar dessas cobras velhas não faca alianças com eles e sim com os eleitores ,nos estamos cansado com essas alianças partidaria

  • marcelo veredas disse:

    Cartada acertada de Caratxo, sair do laço dos traidores do povo, Um corrupto Cassado e um fantoche de prefeito de Campina Grande tentandio se locupletar dos seus votos

  • Walmir. disse:

    PARABÉNS PREFEITO!. O SEU EX PARTIDO FOI OMISSO E NÃO LHE DEU SEGURANÇA ALGUMA. TODOS CONHECEM O RÔMULO GOUVEIA, CRIA DOS CUNHAS LIMAS. O CÁSSIO, SEMPRE OPORTUNISTA E PESSOAL. IRIAM LEVÁ-LO AO MATADOURO SEM PIEDADE, ASSIM QUE DEIXASSE O PODER DA CANETA MUNICIPAL.. RETORNE A SUA CASA VITORIOSA, JOÃO PESSOA PRECISA DO SENHOR E DO GOV. RICARDO!. UMA “REALIANÇA” VITORIOSA!!. PULOU UMA FOGUEIRA PREPARADA PELOS TRAÍRAS DA CAMPINA!.

  • Joca disse:

    Muito boa escolha, Luciano no psd era um peixe fora da água

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.