Início Geral

Lu?s Torres acusa R?mulo de trai??o e diz que ele tomou decis?o na ‘calada da noite’

O secretário de Comunicação do Estado, Luís Torres, em entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM Rede Correio Sat, na tarde desta sexta-feira (27) acusou de traição a atitude do vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) de deixar o grupo de apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho e disse que a atitude pegou todos de surpresa.

Leia mais sobre Política no Portal Correio 

O secretário acusa Rômulo de ter tomado a decisão na madrugada, na ‘calada da noite’, sem a coragem de falar pessoalmente ao governador Ricardo Coutinho. 

“Ele devia ter tido a coragem de olhar nos olhos e dizer diretamente quais as razões, ter confrontado a tese de que ele mesmo autorizou ao PSB e ao governador a condução das discussões. Portanto fica nossa surpresa e da Paraíba diante de sua postura”, disse.

De acordo com o secretário de Comunicação, Rômulo participou desde o início das discussões sobre a escolha da chapa majoritária e esteve sempre informado sobre todos os passos que estavam sendo dados em relação às questões decididas. “O próprio Ricardo sempre esteve reafirmando que ele era do comando e deveria estar dentro do processo de construção da chapa majoritária”.

Além disso, segundo Torres, Rômulo teria participado, usufruido e se envolvido não só com as oportunidades que o governo lhe garantia, mas com as conquistas e avanços da administração que participou durante os três anos e meio de governo.

Na opinião de Torres, é importante que a Paraíba saiba que Rômulo teria dado total aval para que o governador construísse a chapa majoritária, tendo inclusive colocado o cargo de senador que pleiteava à disposição.

Mas para a surpresa de todos, conforme o secretário, Rômulo alegou justamente a saída da chapa majoritária liderada pelo PSB para se desligar. E o mais teria impressionado aos socialistas é que o vice-governador estaria deixando o apoio do PSB para se unir ao PSDB, tendo o mesmo espaço, ou seja, a candidatura a deputado federal.

Por sua vez, Rômulo rebateu. Ele disse em nota que  “se tratando de um auxiliar do governador que tem um histórico como o de Ricardo e conhecendo os bastidores políticos dos últimos dias, o secretário de comunicação deve ter se referido ao próprio governador e não a ele, que tem um histórico de lealdade que a Paraíba conhece”.

“Ricardo sempre tentou emplacar seus aliados como traidor. Já fez isso com Luciano Agra, Nonato Bandeira, Bira, Manoel Júnior, Cássio Cunha Lima e agora tenta me tratar da mesma forma . Traidor é ele”, disse o vice-governador, lembrando que apesar de sua fidelidade foi brutalmente retirado das negociações políticas feitas as escondidas pelo grupo do líder socialista.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.