Moeda: Clima: Marés:
Início Cidades

Mais de 40 municípios paraibanos estão com excesso de contratações temporárias, diz TCE-PB

Novo levantamento da Corte de Contas identificou que, em abril deste ano, havia 44 municípios da Paraíba com o número de contratados maior do que o número de servidores efetivos
Festa da Luz
Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) atualizou, nesta terça-feira (18), o número de contratações temporárias pelas prefeituras paraibanas. O novo levantamento identificou que, em abril deste ano, havia 44 municípios da Paraíba com o número de contratados maior do que o número de servidores efetivos.

Veja abaixo a lista com os municípios com os maiores percentuais de contratados acima de 100% em relação aos efetivos:

  1. Cruz do Espírito Santo – 247 efetivos e 1.136, contratados (460%)
  2. Baía da Traição – 130 efetivos e 526 contratados (405%)
  3. Ingá – 403 efetivos e 1.088 contratados (270%)
  4. Matinhas – 87 efetivos e 215 contratados (247%)
  5. Juripiranga – 212 efetivos e 503 contratados (237%)
  6. Bayeux – 1.124 efetivos e 2.489 contratados (221%)
  7. Triunfo – 244 efetivos e 526 contratados (216%)
  8. Belém – 292 efetivos e 612 contratados (210%)
  9. São João do Rio do Peixe – 467 efetivos e 966 contratados (207%)
  10. Teixeira – 432 efetivos e 830 contratados (192%)
  11. Pedras de Fogo – 669 efetivos e 1229 contratados (184%)
  12. Alhandra – 646 efetivos e 1161 contratados (180%)
  13. Umbuzeiro – 280 efetivos e 478 contratados (171%)
  14. Uiraúna – 304 efetivos e 513 contratados (169%)
  15. Mogeiro – 396 efetivos e 655 contratados (165%)
  16. Zabelê – 78 efetivos e 129 contratados (165%)
  17. João Pessoa – 8887 efetivos 14619 e contratados (164%)
  18. Pitimbu 644 – efetivos e 948 contratados (147%)
  19. Ouro Velho – 82 efetivos e 120 contratados (146%)
  20. Itatuba – 181 efetivos e 254 contratados (140%)
  21. Montadas – 165 efetivos e 229 contratados (139%)
  22. Cubati – 247 efetivos e 339 contratados (137%)
  23. Tacima – 227 efetivos e 311 contratados (137%)
  24. Esperança – 647 efetivos e 868 contratados (134%)
  25. Serra Branca – 294 efetivos e 391 contratados (133%)
  26. Campina Grande – 6466 efetivos e 8564 contratados (132%)
  27. São Vicente do Seridó – 275 efetivos e 356 contratados (129%)
  28. Queimadas – 695 efetivos e 889 contratados (128%)
  29. Puxinanã – 312 efetivos e 398 contratados (128%)
  30. Pilar – 364 efetivos e 456 contratados (125%)
  31. Barra de São Miguel – 208 efetivos e 257 contratados (124%)
  32. Salgado de São Félix – 392 efetivos e 482 contratados (123%)
  33. São Domingos – 140 efetivos e 168 contratados (120%)
  34. Alagoa Nova – 411 efetivos e 487 contratados (118%)
  35. Alagoinha – 308 efetivos e 362 contratados (118%)
  36. São José dos Ramos – 235 efetivos e 270 contratados (115%)
  37. Serraria – 138 efetivos e 158 contratados (114%)
  38. Itabaiana – 515 efetivos e 586 contratados (114%)
  39. Sapé – 1184 efetivos e 1321 contratados (112%)
  40. Caraúbas – 101 efetivos e 111 contratados (110%)
  41. Lucena – 486 efetivos e 527 contratados (108%)
  42. Belém do Brejo do Cruz – 196 efetivos e 208 contratados (106%)
  43. São José de Piranhas – 506 efetivos e 528 contratados (104%)
  44. Marizópolis – 182 efetivos e 183 contratados (101%)

O presidente do Tribunal de Contas da Paraíba, conselheiro Nominando Diniz destacou que o TCE-PB tem feito recomendações e reiterado os alertas no processo de acompanhamento da gestão, quanto às irregularidades constatadas.

A atual resolução do TCE prevê que o número de contratados nessa modalidade não pode ultrapassar 30%, em relação ao número de servidores efetivos, contratados por meio de concurso público.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.