‘Mais M?dicos’ oferece 36 vagas em 27 localidades na PB; confira oportunidades

21
COMPARTILHE

Mais de 1,2 mil profissionais permanecerão no programa Mais Médicos mesmo após completarem o período que garante a bonificação de 10% em exames para ingresso em residência médica. Dos 2.246 profissionais aptos a utilizar o bônus, 1.266 (56%) vão permanecer na mesma vaga por até mais três anos. Cerca de 13 mil brasileiros disputam as vagas restantes e têm até esta quarta-feira (27) para escolher os municípios de preferência. Na Paraíba, são oferecidas 36 vagas, em 27 localidades. Confira quadro de oportunidades.

Leia mais Notícias no Portal Correio

No total, 12.791 médicos tiveram a inscrição deferida para concorrer às vagas em 649 municípios. Entre eles, 10.652 optaram por participar na modalidade com duração de um ano e bonificação de 10% em provas de residências, enquanto 2.139 escolheram ingressar para permanecer três anos com auxílios moradia e alimentação, pagos pelas prefeituras. A concorrência é de quase 11 candidatos por vaga.

O próximo passo para os médicos inscritos é optar por municípios até esta quarta-feira. Cada profissional deve selecionar quatro cidades, em ordem de preferência. Os médicos disputarão somente com aqueles que optarem pelas mesmas cidades. Quem não conseguir alocação terá acesso às vagas remanescentes em outra oportunidade, prevista para fevereiro. Caso nem todas as vagas sejam preenchidas após as duas chamadas para brasileiros com CRM Brasil, o edital será aberto a brasileiros que se formaram no exterior e, em seguida, a profissionais estrangeiros.

Para a classificação na concorrência das vagas foram estabelecidas as mesmas regras adotadas nos editais anteriores, nesta ordem: ter título de Especialista em Medicina de Família e Comunidade; ter experiência comprovada na Estratégia Saúde da Família; ou ter participado do Programa de Educação pelo Trabalho – PET (Vigilância, Saúde, Saúde da Família e Saúde Indígena) ou do VER-SUS. Como critérios de desempate serão considerados a maior proximidade entre o município desejado e o de nascimento, e ter maior idade.

O Ministério da Saúde garante a reposição constante de todas as desistências, por meio de editais trimestrais para preenchimento dessas vagas. Com a expansão, o programa conta com 18.240 vagas autorizadas em 4.058 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas.

Criado em 2013, o programa Mais Médicos ampliou a assistência na Atenção Básica, levando médicos às regiões com carência de profissionais. Além do provimento emergencial de médicos, a iniciativa prevê ações voltadas à infraestrutura e à reestruturação da formação médica no país.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas