Início Geral

Manifestações não impedem circulação de ônibus em JP; veja o que funciona nesta sexta

A mobilização contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) não impediu a circulação de ônibus na manhã desta sexta-feira (30), em João Pessoa. Manifestantes interditaram o Terminal de Integração e os coletivos não puderam passar pelo Terminal de Integração, no Varadouro. A interdição durou cerca de uma hora. Comente no fim da matéria. Apesar disso, houve alteração de itinerários em vários pontos da área central da cidade.

Leia também: Escolas, universidades e transportes podem parar nesta sexta, na PB; acompanhe

O protesto também afetou a circulação dos veículos nas proximidades do Parque Solon de Lucena, no Centro da Capital. Os manifestantes se concentraram no anel externo da Lagoa e interditaram o local com carros de som, faixas e cartazes.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Nesta sexta (30), os bancos amanheceram fechados. Apenas os serviços essenciais realizados através dos caixas eletrônicos, como saques, saldos, extratos e transferências estarão funcionando.

De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), às 10h45 o cruzamento da Avenida Getúlio com a Avenida Tabajaras estava com fluxo apenas no sentido para a Rua Eurípedes Tavares. Nesse horário, havia um bloqueio no sentido Lagoa. Agentes da Semob foram posicionados em várias áreas do Centro e estavam alterando o tráfego conforme o ritmo das manifestações. Com isso, linhas de ônibus também estavam sofrendo mudanças para que os serviços de transporte não fossem prejudicados.

Saída para Recife bloqueada

O trânsito nas BRs que cortam o estado segue sem anormalidades, de acordo com informações repassadas ao Portal Correio pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

Segundo a PRF, na manhã desta sexta (30), apenas o trecho da BR-101 que compreende o km 123, na saída da Paraíba para a cidade pernambucana de Goiana, próximo ao município de Caaporã, na Grande João Pessoa, foi interditado nos dois sentidos, mas foi liberado ao meio-dia. A saída para Natal (RN) não apresenta interdições.

Comércio

Na Capital, o Sindicato dos Empregados no Comércio da Grande João Pessoa (Sinecom-JP), confirmou que também participará da paralisação e que convocou os funcionários do comércio a fecharem às lojas.

Em Campina Grande, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-CG) emitiu nota afirmando que não se opõem ao movimento, mas que “defende a sobrevivência da economia e a manutenção dos empregos, razão pela qual, não considera minimamente coerente fechar o comércio quando a cidade ainda recebe turistas devido aos festejos juninos”.

Educação

Na educação, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep-PB) confirmou que as escolas estaduais irão parar nesta sexta, deixando os alunos sem aulas.

A Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (ADUFPB) afirmou que promoveu uma convocatória para que os professores dos campi de João Pessoa e Litoral Norte participem da movimentação, já que estão em recesso acadêmico.

Também vão participar da paralisação professores e servidores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), como informou a Associação dos Docentes da UEPB (ADUEPB) e a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Campina Grande (ADUFCG).

Veja vídeos com imagens das manifestações em João Pessoa.

 

 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.