Início Geral

Manifestantes protestam na ALPB contra grampo de Lula e Dilma divulgado por Moro

Cerca de 50 manifestantes ligados a Central Única dos Trabalhadores (CUT), movimentos estudantis e PT ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa (ALPB) para protestar contra as gravações das conversas entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ministro da Casa Civil recém-empossado Luiz Inácio Lula da Silva divulgadas pelo juiz Sérgio Moro nessa quarta (16). Apenas nove deputados estavam presentes no Plenário. O presidente da ALPB, deputado Adriano Galdino, transformou a sessão ordinária em especial para debater a crise política do país.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Representantes dos seguimentos que estavam ocupando a galeria foram convidados para o plenário e houve ainda discursos foram feitos por deputados do partido do PT, PSB, atacando a postura do juiz Sergio Moro. Todos eles foram no sentido de condenar o que classificaram como “grave violação constitucional” a quebra do sigilo telefônico da presidente da República.

Os manifestantes estavam vestidos de vermelho e levaram bandeiras do Brasil. Entre eles estavam dirigentes do PT, como o secretario-geral da legenda no estado, Jackson Macedo, o presidente da CUT na Paraíba Paulo Marcelo de Lima, o presidente do Sindicato dos Bancários Marcus Vinicius e Charliton Machado.

O presidente do PT estadual Charliton Machado estava presente e previu que a mobilização marcada para esta sexta (18) em defesa da presidente Dilma será ainda maior por conta dos novos acontecimentos. Ele argumentou que o país entra em uma situação perigosa de “justiçamento”. Para ele, o juiz Sérgio Moro usou do revanchismo contra Lula porque não conseguiu prendê-lo.

O presidente da ALPB Adriano Galdino na tribuna fez discurso em defesa de Dilma e alertou que a Justiça e a Polícia Federal não poderiam quebrar o sigilo telefônico de autoridades do País.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.