Início Geral

Manoel Júnior nega falta de diálogo como causa da saída de Gervásio e Trócolli

O presidente do diretório do PMDB em João Pessoa, o deputado federal Manoel Júnior, negou que tenha faltado diálogo para evitar a saída dos deputados estaduais Gervásio Filho e Trócolli Júnior. Gervásio filiou-se ao PSB, a convite do governador Ricardo Coutinho. Trócolli, segundo Manoel, já comunicou sua saída ao presidente estadual do PMDB, senador José Maranhão, mas ainda não definiu sua futura legenda. Veja vídeo abaixo.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“O senador José Maranhão, como presidente estadual da legenda, é quem mais dialoga com os filiados. Imagina se Gervásio discordar do governador Ricardo Coutinho? No outro dia o PSB abre um processo para sua expulsão”, frisou Manoel Júnior.

Para o deputado federal, o PMDB continua sendo o maior partido da Paraíba, mesmo com a saída dos parlamentares. “Temos o maior número de prefeitos, de vereadores e de vice-prefeitos. Temos a maior bancada federal. Não temos os prefeitos ou vices-prefeitos das maiores cidades, que são João Pessoa e Campina Grande, mas temos a maior quantidade de prefeitos, que são organismos políticos locais”, disse.

No entendimento de Manoel Júnior, Gervásio já seguia “numa corrente divergente, fazendo coro e discurso que o Palácio da Redenção determina”.

Como pré-candidato a prefeito pelo PMDB de João Pessoa, o deputado disse que está trabalhando na aliança política. “Como essa aliança é que vamos pular para outro nível. Estamos conversando com o PDT, de Wilson Filho. Com o PSC já está quase acertado. Estamos conversando com o PSDB e dialogando com o PR e o PP, além de diversos outros partidos que estão no campo das oposições. Temos também outros partidos que estão no governo, mas que estão insatisfeitos”, disse.

Veja o vídeo do Portal:

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.