Mauro Iguatu treina pênaltis, mas espera não ser preciso para decidir vaga na Série D

Raposa vai encarar o Sergipe, domingo (19), no estádio Amigão, em Campina Grande, em partida de volta da segunda fase
Mauro Iguatu (Foto: Divulgação/Campinense)

Além dos treinamentos normais no dia-dia, o elenco do Campinense intensifica os preparativos quando o assunto é cobrança de pênaltis. Esse será um dos critérios que pode ser utilizado na decisão da vaga para a próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro.

A Raposa vai encarar o Sergipe, domingo (19), no estádio Amigão, em Campina Grande, em partida de volta da segunda fase. Como no primeiro jogo foi registrado o empate de 2 a 2, aumentaram as possibilidades de um novo empate. Caso isso aconteça, o regulamento recomenda a cobrança de pênalti.

“Os critérios de desempate para indicar o clube vencedor de cada confronto, exceto na 1ª fase, são os seguintes: maior saldo de gols e cobrança de pênaltis. A disputa de pênaltis, quando aplicável, deverá ser iniciada em até 10 minutos após o término da partida”, destaca o regulamento, no artigo 18.

Mas o goleiro Mauro Iguatu, um especialista em defender penalidades, espera que isso não seja necessário. A recomendação dele é que o Campinense precisa jogar mais na próxima partida e resolver o problema durante o tempo normal, com uma grande vitória.

“Estamos treinando cobranças de pênaltis, como sempre fazemos. Sendo que esta semana os preparativos neste quesito é bem maior. O Campinense está preparado para buscar a classificação. Espero que não seja necessário ter que cobrar penalidade. Vamos tentar vencer no decorrer da partida”, disse Mauro Iguatu.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.