Início Geral

M?e desabafa sobre a morte de Chor?o: ?Sinto falta dele todos os dias?

Se para os fãs o luto pela morte do cantor Chorão permanece um ano após a morte do líder do Charlie Brown Jr, para a família a dor é inexplicável. É assim que Dona Nilda Abrão, mãe do cantor, descreve a falta do filho.

— Sinto falta dele todos os dias. Quando chega à noite, eu deito e fico olhando para o teto, conversando com ele. É muita tristeza. Para mim, ele não morreu.

E não pense que Dona Nilda fala sobre Chorão não ter morrido à toa. Durante bom tempo, a mãe do cantor realmente acreditou que o filho estivesse vivo.

— Quando minha filha Tânia me contou, eu não acreditei. Ela disse que ele não iria voltar, e eu não acreditei. Quando o Ricardo [filho] me disse que iria me levar para dar uma volta e eu cheguei no lugar do velório eu falei “então é verdade mesmo?”. Só que eu não vi corpo nenhum. Não era ele. Só estava o caixão lá. Meu filho não está morto. Às vezes eu acho que ele ainda vai chegar de volta.

A mãe do Chorão abriu as portas de seu apartamento em Santos para a reportagem do R7 e fez questão de mostrar os detalhes da casa que mais lembram o cantor, como o violão que ele compunha seus sucessos e a última foto que eles tiraram juntos.

Dona Nilda passa boa parte do dia sentada na sala de jantar do apartamento que ganhou do filho, há quatro anos. Com uma garrafinha térmica de café, cigarros — que ela fuma um atrás do outro — e uma revistinha de jogos na mesa, a mãe de Chorão tem como companhias o filho mais velho, Ricardo, a neta Julia e a secretária do lar Lúcia. Com problema de saúde e dificuldades de locomoção por causa dos dois AVCs que sofreu, ela diz que fez uma promessa com o filho, que eles repetiam todas as vezes que ele a visitava.

— Eu prometi para ele que eu viveria até os 80 anos, estou com 74. Toda vez ele falava para mim: ‘força, mãe’, e eu sempre resisti. Agora ele se foi e antes de mim.

Dona Nilda supera boa parte da falta do filho com o carinho dos fãs, que sempre a tratavam com zelo. No entanto, com a morte de Chorão, ela ganhou “netos postiços”.

— Os fãs do meu filho me tratam como vó deles. E é uma delícia. Gosto muito do carinho deles. Já que meu neto (filho de Chorão) não me visita, eles ocupam esse espaço e me fazem lembrar do meu filho. Tem um deles, o Denis, que sempre me manda flores e vem aqui me visitar e comer bolo. É mais meu neto do que meu neto.

O rosto de Dona Nilda se ilumina ao se lembrar dos momentos ao lado de Chorão. Ela abre o sorriso ao contar sobre o jeito maroto do filho famoso.

— Ele sempre foi tão carinhoso. Ele me cumprimentava com um selinho na boca. Ai que saudade. Quando ele vinha aqui em casa, a gente rolava na cama junto. O Alexandre (Chorão) tinha um coração enorme, você nem imagina.

Ao R7, Dona Nilda fez questão de contar um dos momentos que ela guarda no coração e revisita nos pensamentos, quando a dor da saudade bate.

— Gosto de me lembrar dos momentos que reuníamos a família, como no Natal. Uma das vezes ele chegou em mim e disse para o Ricardo (irmão) parar de cozinhar e ficar com a gente. Ele gostava muito de ter a família por perto.

Dona Nilda conta que o filho era tão preocupado com a família que comprou um apartamento para a mãe morar. No entanto, ele não colocou o imóvel no nome de Dona Nilda e ela está preocupada em perder o presente dado pelo cantor

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.