Início Geral

Médica paraibana estudiosa da zika e microcefalia recebe prêmio de revista nacional

A médica Adriana Melo, do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida – Isea, de Campina Grande, mais uma vez recebe reconhecimento pelo trabalho desenvolvido com os bebês que sofrem distúrbios decorrentes do Zika vírus. A profissional de saúde é uma das dez pessoas homenageadas do Prêmio Trip Transformadores 2016, da revista Trip, que tem circulação nacional.

Leia também: Estudiosa do Zika, médica da PB recebe prêmio da maior feira hospitalar da América Latina

O prêmio é concedido a pessoas que se destacam no Brasil na atuação para promover desenvolvimento humano com sustentabilidade, inteligência e inovação. A premiação completa dez anos em 2016 e, assim como Adriana, já foram homenageadas personalidades como Caco Barcellos e Flávio Canto.

Adriana Melo tem 45 anos de idade, tem doutorado na área de medicina fetal, atua no Isea de Campina Grande e foi uma das primeiras a observar o crescimento da microcefalia entre os recém-nascidos. Ela desenvolveu pesquisas em bebês e gestantes atendidos na maternidade e é a responsável por estabelecer a associação entre os casos da anomalia e outros distúrbios com o vírus da zika.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Após a descoberta da causa do crescimento no número de bebês com malformações, Adriana passou a realizar mais exames, prestar atendimentos especializados e realizou diversas campanhas para ampliar os estudos sobre o assunto.

“Me sinto muito feliz pelo reconhecimento e isso me mostra que eu preciso fazer ainda mais por essas crianças e mulheres”, disse.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.