Detran-PB

Efeitos luminosos

#SouRepórterCorreio

TV Correio

Malaquias
Malaquias Batista Filho recebendo a Comenda Zilda Arms Neumann (Foto: Edinho Magalhães/Jornal CORREIO)

Médico paraibano recebe comenda do Conselho Federal de Medicina

Malaquias Batista Filho foi agraciado com a Comenda Zilda Arms Neumann, de Medicina e Responsabilidade Social

620
COMPARTILHE

O médico Malaquias Batista Filho foi homenageado na noite desta terça-feira (11), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). O paraibano foi agraciado com a Comenda Zilda Arms Neumann, de Medicina e Responsabilidade Social. A honraria é concedida anualmente a personalidades médicas ou instituições que tenham contribuído para o engrandecimento da Medicina, nos planos nacional e mundial. Atualmente com 84 anos de idade, Malaquias é formado em medicina, mas dedicou a maior parte de sua carreira a pesquisas na área de nutrição e alimentação.

Nascido na zona rural de São Sebastião do Umbuzeiro, filho de um vaqueiro e de uma dona de casa, Malaquias Batista colheu os frutos dos esforços da mãe, para que os filhos estudassem e se formou médico em 1961, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde também passou a atuar como médico. Anos depois, com as perseguições políticas da ditadura militar, das quais também foi vítima, fugiu para Pernambuco, onde recebeu abrigo na UFPE. “Meu azar encontrou a minha sorte. Fui acolhido no departamento de nutrição, onde conheci pesquisas na área e me apaixonei pela alimentação e nutrição”, lembrou.

Reconhecimento

De lá pra cá, Malaquias coleciona títulos e reconhecimento à sua obra, que já tem 74 livros e 205 artigos científicos, publicados no Brasil e no exterior. Com a comenda que foi entregue, já são 10 as honrarias, entre elas a Comenda Oswaldo Cruz, do Ministério da Saúde, o Prêmio Nacional de Segurança Alimentar da Fundação Bunge e o Prêmio Anísio Teixeira, da Capes (MEC) 2016. O reconhecimento é por suas pesquisas e descobertas nas áreas de Nutrição, com ênfase em Epidemiologia da Nutrição, estado nutricional da população, anemia, deficiência de vitamina A, alimentação e meio ambiente, políticas e programas de nutrição.

Ao saber que receberia a Comenda Zilda Arms, Malaquias lembrou que trabalhou junto com a médica no Conselho Nacional de Segurança Alimentar, ajudando a formatar o programa Fome Zero, que reduziu em 30% as anemias por carência nutricional, no Brasil. Hoje ele é professor emérito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA), além de professor de Pós-Graduação do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Filgueira (Imip).

De volta às origens

Este ano, Malaquias voltou à terra natal, São Sebastião do Umbuzeiro, onde recebeu a Comenda do Mérito Profissional Malaquias Batista Filho, criada pela Câmara dos Vereadores do município, para homenagear os profissionais de destaque da cidade. O médico falou sobre a nova honraria, aprovada em sessão plenária do CFM. “É uma honra muito grande, sobretudo por ser uma comenda que leva o nome de Doutora Zilda Arms, criadora da Pastoral da Criança, de uma marca tão forte na história do nosso país”, afirmou.

*Por Ainoã Geminiano, do Jornal CORREIO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas