Moeda: Clima: Marés:
Início Esportes

Mesmo sem quatro titulares, jogadores do Galo acreditam na virada

Jogar sem quatro titulares após uma derrota por 3 a 0 não abalam o clima do elenco do Treze para um duelo muito difícil. Neste sábado (4), às 18h30, no Amigão, o Galo da Borborema precisa superar todas as adversidades diante do Ferroviário-CE, se quiser conquistar o título de campeão da Série D do Campeonato Brasileiro. O sentimento de virada tem dominado as mentes e os corações dos jogadores alvinegros.

O técnico Flávio Araújo não contará com o zagueiro Ítalo, o lateral-esquerdo Silva, além dos atacantes Ceará e Maxuell Samurai. Ítalo e Ceará vão cumprir suspensão por terem recebido o terceiro cartão amarelo, diferente de Silva, que foi expulso. Samurai entregue ao departamento médico e por isso não será relacionado.

Durante os treinos desta semana foram escolhidos Brumati para o lugar de Ítalo e Zé Carlos para a vaga de Silva. No ataque, Leandro Love assume a posição deixada por Samurai, formando dupla com Watson, que substituirá Ceará.

“A estratégia é procurar neutralizar as jogadas ofensivas do adversário. Estou pronto e quem entrar tem que procurar sempre fazer o melhor. Temos que acreditar na condição de virar este placar do primeiro jogo e para isso, todo o time precisa entrar focado”, falou Brumati, incentivado pelo companheiro Carlos Coppetti:

“Venho convidar a torcida para comparecer e incentivar o nosso time. Temos que acreditar na vitória para reverter o resultado do primeiro jogo. Vamos pensar no primeiro gol e depois buscar o resultado satisfatório, que resultará na conquista do título”, disse Coppetti.

Treze e Ferroviário já se enfrentaram 12 vezes, com cinco vitórias do Treze e quatro do time cearense, além de três empates. Na Série D desse ano, o Galo da Borborema disputou 15 jogos, com sete vitórias, cinco empates e três derrotas. Marcou 24 gols e sofreu 13. Ao todo, o time tomou 37 cartões amarelos e quatro vermelhos.

O principal artilheiro do Galo da Borborema é Maxuell Samurai com quatro gols, seguido por Leandro Love, Ceará e Marcelinho, com três gols cada um. Carlos Coppetti e Silva marcaram dois gols cada. Beleu, Brumati, Watson e Leílson balançaram as redes uma vez. O alvinegro ainda marcou dois gols contra.

Por ter perdido por 3 a 0 na partida de ida contra o Ferroviário, o Treze precisa devolver o mesmo placar para levar a decisão do título para os pênaltis. Para ser campeão direto no tempo normal precisará vencer com uma vantagem de quatro gols ou mais. O Ferroviário pode perder até por dois gols de diferença que se consagra campeão brasileiro.

Torcida

Além dos jogadores do Galo, a torcida alvinegra também acredita na virada. Os torcedores prometem lotar as arquibancadas do Estádio Amigão neste sábado (4), para incentivarem os jogadores em busca de mais uma virada na história do clube. Centenas de apaixonados já se concentram nas imediações da loja oficial do Treze, fazendo uma bonita festa no pré-jogo da decisão.

Viradas históricas do Galo

Copa do Brasil 1999

Treze 2 x 3 Santa Cruz-PE (ida)
Santa Cruz-PE 2 x 4 Treze (volta)

Copa do Brasil 2005

Ubra-RS 3 x 0 Treze (ida)
Treze 5 x 0 Ubra-RS (volta)

Campeonato Paraibano 2011

Botafogo-PB 4 x 0 Treze (ida)
Treze 4 x 0 Botafogo-PB (volta)

*Por Franco Ferreira, do Jornal Correio.

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.