Ministro das Rela??es Exteriores viaja a quatro pa?ses da ?sia

23
COMPARTILHE

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, chega nesta terça-feira (21) a Cingapura, e de lá seguirá para Timor Leste, Vietnã e Japão, informou o subsecretário político do Itamaraty, José Alfredo Graça Lima. Segundo ele, a viagem tem objetivos econômicos, pois quando se trata de Ásia, a parceria é especialmente econômica e comercial. O chanceler utilizará, portanto, instrumentos de diplomacia e política externa para que o comércio e os investimentos contribuam de maneira decisiva para o fortalecimento das relações bilaterais, explicou.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Mauro Vieira se reunirá nesta quarta-feira (22) com o vice-premiê e ministro das Finanças de Cingapura, Tharman Shanmugaratnam, e com o ministro de Negócios Estrangeiros, K. Shanmugam. Os temas a serem abordados pelo chanceler brasileiro são: comércio e investimentos; cooperação acadêmica, científica e tecnológica; e questões das agendas regional e multilateral. Com objetivo de fomentar o investimento entre os países, Mauro Vieira deve apresentar às autoridades de Cingapura proposta do novo modelo brasileiro de acordo de investimentos. De acordo com Graça Lima, o Brasil procura proporcionar equilíbrio entre a promoção de um bom ambiente de investimentos e a facilitação das aplicações.

Cingapura é hoje o quarto maior investidor asiático no Brasil, atrás apenas do Japão, da China e Coreia do Sul. Existem 60 empresas cingapurianas em território brasileiro, gerando mais de 10 mil empregos, principalmente nos setores de petróleo e gás.

Depois de Cingapura, Mauro Vieira irá para o Timor Leste, participar da 20ª reunião ordinária do Conselho Ministerial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Ele se encontrará, ainda, com o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Hernani Coelho.

No Vietnã, Mauro Vieira vai preparar a visita da presidente Dilma Roussef a Hanoi, que deve ocorrer na primeira semana de dezembro deste ano. Na ocasião, a presidente deverá assinar três atos de cooperação relativos a agricultura, educação e cooperação técnica. Membro da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), que conta com dez países e tem como principal objetivo o fortalecimento econômico, o Vietnã é um parceiro importante para o Brasil. Entre 2003 e 2014, por exemplo, o intercâmbio comercial entre os dois países cresceu 410% e saltou de US$ 47 milhões para US$ 3,17 bilhões.

Por último, Vieira irá ao Japão, país com o qual o Brasil tem relações diplomáticas há 120 anos. Segundo Graça Lima, 2015 é um ano de muitas iniciativas e de agenda intensa nas áreas de ciência, tecnologia e inovação. Entre os temas destacados, salientou a expectativa brasileira de que o Japão possa suspender as restrições sanitárias à carne bovina termoprocessada, em vigor desde 2012. China e Estados Unidos já derrubaram as restrições e voltaram a importar o produto.

“O comércio e os investimentos entre Brasil e países da Ásia têm crescido de maneira expressiva e ajudado muito o Brasil num momento em que é especialmente importante obter receitas através das suas exportações”, concluiu Graça Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas