Início Geral

Modelo

O que é preciso para ser um bom amigo?

Mais que isso: o que é que faz uma pessoa ser um amigo exemplar, daqueles que a gente conserva – com carinho e zelo – por toda a vida?

Eu tenho meu modelo particular de amigo.

Aliás, eu tenho alguns amigos que são verdadeiros modelos. Hoje destaco um.

Esse amigo tem muitos atributos. A começar pela lealdade.

Sendo leal, suas ideias e posturas são firmes, não flutuam de acordo com os fluxos e refluxos das circunstâncias. E, ao seu lado, você sabe que não estará jamais exposto a constrangimentos, pois até as picardias e brincadeiras são chanceladas pela certeza da inocência e pureza.

Um amigo modelo tem, certamente, que ter seriedade na forma como conduz sua vida – seja na esfera pessoal, seja na profissional.

Tem, ainda, que exibir uma boa dose de alegria, humor e espírito positivo – características que fazem qualquer reunião com ele, mesmo as mais despretensiosas, ser um evento raro de contentamento.

O amigo modelo também não é cobrador da amizade. Ele jamais o submeterá a inquirições sobre porque sumiu e nunca mais ligou. Pelo contrário. A cada reaproximação, o tempo e a distância não provocarão cobranças ou constrangimentos. E você será recebido com leveza.

Ele compartilhará com você aspirações e níveis culturais semelhantes, que permitem aquela sintonia fina de ideias e criam o encantador clima de naturalidade.

Nessa amizade, o interesse – financeiro ou de qualquer outra vertente que envolva ganhos monetários – é zero. Esse é aquele tipo de amigo que você gosta de graça. E que o conquistou usando a mesma moeda.

Esse modelo de amigo tem, claro, uma companheira modelo.

E isso é estratégico, pois dificilmente uma amizade se prolonga quando um dos cônjuges destoa.

Ao invés de destoar, ela complementa, com seus atributos, os motivos que levam você a querer tanto bem a esta amizade. Ela soma, jamais divide.

E esse amigo modelo não tem arestas a aparar em canto algum. Onde quer que você o apresente, ele é reconhecido. E é respeitosa e carinhosamente recebido. Não tem inimizades. Não cultiva o atrito.

Acredite: esse modelo de amigo existe. E eu tenho o privilégio de ter um assim.

Ele sabe disso. Pois com certeza se reconhece nas características aqui descritas. E não será surpreendido por este manifesto de reconhecimento, que agora torno público.

Aliás, sempre tive o desejo de dizer tudo isso publicamente e, aparentemente, a oportunidade não surgia. Entendi, porém, que a oportunidade se cria.

Nada ocorreu de diferente. Nenhum fato especial propiciou essas palavras além do desejo de afagar esse amigo modelo, que pelo amor ao malte envelhecido nas terras da rainha poderia até ser um escocês – Johnnie Walker, talvez? – mas que felizmente é um bom brasileiro.

Desbravador pioneiro de Gravatá, veio de Vitória de Santo Antão e, como pernambucano, é um folião fervoroso, com coração dividido entre os blocos do Camelo e da Girafa.

Sim, você é um modelo de amigo João Batista Barbosa de Araújo Filho, alcunha pomposa do nosso João Bigodão – e digo isso sem sequer “molhar as palavras”, como você sempre sugere para dar início “aos trabalhos” que há tanto anos nos reúne em torno de um motivo singelo: o cultivo de nossa sincera, preciosa e duradoura amizade.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.