Início Geral

Morre, aos 69 anos, o cineasta paraibano Manfredo Caldas

Morreu em Brasília (DF) nessa sexta-feira (25) o cineasta paraibano Manfredo Caldas, aos 69 anos. Ele residia com a família na Capital Federal e, segundo parentes, estava sozinho em casa quando faleceu, tendo sido encontrado pela esposa quando esta chegou em casa, por volta das 21h, caído próximo a uma mesa do escritório. O velório acontece neste domingo (27), no Cemitério Campo da Boa Esperança, capela 7, das 14h30 às 18h30, também em Brasília.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Uma ambulância ainda foi acionada, mas os profissionais de saúde apenas constataram a morte do cineasta. Foi levantada a hipótese de infarto fulminante, mas o fato não foi confirmado.

Natural de João Pessoa, Manfredo Caldas foi roteirista e diretor de diversas produções cinematográficas, além de ter ajudado a fundar a Associação Brasileira de Documentaristas e o Núcleo de Documentação Cinematográfica da Universidade Federal da Paraíba (NUDOC).

Nas redes sociais, amigos fizeram homenagens ao cineasta. O professor da UFPB Pedro Nunes Filho contou um pouco da trajetória de Manfredo:

“Manfredo Caldas integrou a segunda geração de realizadores de cinema e vídeo da Paraíba. Ganhou destaque nacional como montador e realizador. Dirigiu filmes e vídeos a exemplo do “Romance do Vaqueiro Voador”, tendo como protagonista Luiz Carlos Vasconcelos. Há vários outros filmes e vídeos recentes que problematizam a nossa realidade brasileira. Manfredo Caldas soube retratar o Brasil com recortes variados. O conjunto de sua obra audiovisual é contundente… nos faz pensar sobre os conflitos e contradições do Brasil”, disse o professor, também cineasta.

“No plano das relações pessoais Manfredo soube cultivar amizades. Profissionalmente atuou como bússola de sua própria geração e orientou jovens profissionais que sucederam a sua própria geração. Pulso forte… Manfredo sempre advogou um cinema de resistência com a possibilidade de questionar e jogar luz em diversos fatos e acontecimentos da realidade. Soube ressignificar a realidade com o seu crivo crítico e criativo”, acrescentou Pedro Nunes.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.