Início Notícias

Morre o radialista esportivo Gláucio Lima

O repórter da Rádio Tabajara, Gláucio Lima morreu nesse sábado (19), aos 55 anos, em decorrência de complicações da Covid-19. Gláucio atuava na equipe de esportes da emissora e estava internado na UTI do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, há duas semanas. Na emissora, Gláucio era o responsável pela cobertura diária do Botafogo-PB para as resenhas esportivas.

Na Tabajara, ele trabalhava desde janeiro do ano 2000, estreando na cobertura da Copa São Paulo de Futebol Juniores. Era atuante nas reportagens de campo, sempre levando todos os detalhes das partidas aos ouvintes e interagindo com comentaristas e narradores nas principais partidas transmitidas pelas ondas da Rádio 105,5 FM e 1.110 AM. Gláucio também apresentou o programa Brega Show na emissora, dos anos 2008 a 2018.

Natural de João Pessoa, ele deixa esposa, três filhos e quatro netos.

Homenagens

O governador do Estado, João Azevêdo, emitiu nota ainda na noite de sábado lamentando a morte do radialista. “O governador João Azevêdo lamenta a morte do radialista e cronista esportivo Glaucio Lima, repórter setorista do Botafogo Futebol Clube e da Rádio Tabajara. Apaixonado pelo que fazia e entusiasta do futebol paraibano, o “Olho Vivo”, como era conhecido Glaucio Lima, era uma referência da crônica esportiva na Paraíba e muito conceituado na imprensa local”, dizia a nota.

O Botafogo Futebol Clube da Paraíba emitiu uma nota de pesar pela morte do setorista do clube. Segue na íntegra: “É com extremo pesar que o Botafogo Futebol Clube vem a público lamentar, profundamente, o falecimento do radialista Gláucio Lima, neste sábado, em João Pessoa. Gláucio Lima foi, por muitos anos, há mais de uma década, setorista do Botafogo na Rádio Tabajara. Uma relação profissional que se tornou também de amizade. Era, pela voz de Glaúcio Lima, que a torcida do Belo se informava. A morte precoce do radialista, de 55 anos, vítima da Covid-19, deixa nossa torcida órfã e a todos os que fazem o clube, enlutados. Desejamos conforto aos parentes e amigos próximos. Descanse em paz, Gláucio”. Termina a nota.

A API – Associação Paraibana de Imprensa também emitiu nota lamentando a morte do repórter Gláucio Lima. “A Associação Paraibana de Imprensa através de sua diretoria e em nome de todos os associados se une a todos os colegas de imprensa para lamentar a morte do repórter Gláucio Lima, ocorrida neste sábado. Gláucio atuava desde o ano 2000 como repórter da Rádio Tabajara, onde cobria as atividades do Botafogo da Paraíba e se destacou pela seriedade com que tratava seu trabalho e as informações. A API deseja força e fé á família e aos amigos de Gláucio Lima”, diz a nota.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.