Início

MPT apura suposto desvio de vacinas e intima secretário

O Ministério Público do Trabalho (MPT) determinou a intimação do secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, a uma audiência de esclarecimento sobre a execução do plano de vacinação contra a Covid-19. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (25).

Segundo o procurador Eduardo Varandas, há denúncias de que funcionários de setores administrativos e financeiros de hospitais da Capital teriam sido imunizados, enquanto que profissionais da linha de frente contra o novo coronavírus ainda aguardam a vacina.

“É dever do Município gerenciar, com vigilância extrema, a vacinação, de modo que não haja atropelos e burlas nos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. O país já enfrenta enormes dificuldades para adquirir a quantidade de vacinas necessárias para a população e admitir que espertalhões burlem as filas é esquecer de outras categorias prioritárias que necessitam urgentemente dos antígenos”, declarou o promotor.

O Portal Correio não conseguiu contato com a Secretaria Municipal de Saúde.

Direções na mira do MPT

Eduardo Varandas também determinou a oitiva da direção do Hospital Nossa Senhora das Neves e do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW) para averiguar denúncias de imunização de pessoas alheias aos quadros das equipes sanitárias da linha de frente contra a Covid-19.

“A preterição das vacinas prejudica outros empregados da saúde que se apresentam em máxima exposição ao vírus e que não foram contemplados com o imunizante, violando protocolos e regras de saúde no trabalho”, criticou o promotor.

Os hospitais ainda não se manifestaram publicamente sobre a determinação do MPT. O Portal Correio mantém espaço para divulgar as versões das unidades. O contato pode ser feito pelo e-mail [email protected].

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.