Início Entretenimento

Museu da Funesc recebe utensílios usados por José Lins do Rêgo

Um relógio de parede e um oratório são as mais novas peças do Museu José Lins do Rêgo, localizado na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em João Pessoa. Os objetos foram doados por Joaquim Lins, primo do escritor paraibano. 

Conforme a diretora do museu, Maria do Carmo Diniz, o relógio de parede pertenceu ao avô do escritor e data do século XIX (19). O oratório também pertencia à família do autor de ‘Menino de Engenho’ e integravam os ambientes da casa do Engenho Corredor, em Pilar, onde Zé Lins foi criado.

O equipamento, localizado na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) abriga documentos, cartas e manuscritos de obras publicadas por José Lins do Rêgo, assim como fotografias, comendas, objetos pessoais. Também há obras de arte de Bruno Giorgi e de Ismailovitch.

O museu possui em seu acervo coletâneas dos 12 romances publicados pelo autor, inclusive em diversas traduções, como inglês, espanhol, francês russo e romeno. O escritório do escritor foi remontado baseado em fotos de época e mobiliado a partir das doações da família.

Também estão em exposição documentos pessoais de José Lins e de sua esposa, como passaportes, documentos que atestam homenagens e prêmios recebidos pelo autor (tanto em vida quanto após a morte) e a sua carteira de sócio do Clube de Regatas Flamengo (onde ocupou cargo de diretoria e de quem foi torcedor fanático).

As visitas ocorrem de segunda a sexta-feira das 8h30 às 12h e das 14h às 17h30. Aos sábados e domingos, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O acesso é pelo subsolo das rampas 3 e 4.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.