Início Geral

Na Paraíba, ministro das Minas e Energia descarta apagão no NE por causa da seca

Durante visita à Energisa Paraíba realizada ontem, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho,  descartou risco de apagão ou racionamento de energia elétrica no Nordeste – mesmo diante de uma seca que compromete os reservatórios de água não só da região, como de quase todo o país. Uma das medidas para auxiliar no fornecimento de energia local é tentar retomar o mais urgente possível as obras da Chesf que, por falta de recursos, estão paralisadas.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Acerca da situação de seca vivida pela região já há alguns anos, o ministro frisou que não há risco de desabastecimento de energia. “Muitas vezes, as pessoas associam a pouca chuva a apagão ou racionamento, mas isso está completamente descartado”, afirmou. Neste sentido, apontou a problemática financeira da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), que gera e transmite energia no Nordeste. “Temos um problema forte de caixa. Para se ter ideia, a Chesf tem 115 obras que deveria estar em andamento, mas só onze estão acontecendo e isso tudo por falta de recursos”, afirmou.

Entretanto, o ministro lamentou o fato de o governo federal não ter solução financeira para dar prosseguimento a todas as obras. “Conversei na semana passada com o presidente da Eletrobras em Brasília e estamos, na medida do possível, dando apoio à Chesf para retomar essas obras. Algumas delas passam pela Paraíba, como ligação de algumas subestações e linhas de transmissão. As obras são necessárias para melhorar todo o atendimento, mas a situação é de extrema dificuldade econômica, que passa por todo o setor elétrico público brasileiro”, comentou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.