Veja cronograma

Mudança

#SouRepórterCorreio

TV Correio

Golpe, WhatsApp
WhatsApp (Foto: Fernanda Carvalho/Fotos Públicas)

Novo golpe 'clona' WhatsApp e faz vítimas em João Pessoa

2596
COMPARTILHE

Um novo golpe está vitimando pessoas de João Pessoa. Trata-se de clonagem de chips de celulares com intuito de invadir as contas de WhatsApp dos usuários, com propósito de extorquir familiares e amigos da vítima, por meio do aplicativo de mensagens.

Leia também: Homem é preso após roubar fraldas e dinheiro de farmácia em JP

O delegado da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, Marcos Vasconcelos, alertou para a forma como os criminosos realizam os golpes, que já atingiu quatro pessoas na Capital.

“É um golpe novo. Os bandidos roubam o celular da vítima, clonam seu chip, e a partir do número do celular, conseguem invadir a conta das pessoas no WhatsApp, e por consequência, acesso a todos os contatos da vítima”, disse.

A partir do conhecimento dos contatos das vítimas, os golpistas criam histórias para conseguir extorquir dinheiro de familiares e amigos das vítimas. Geralmente, não são grandes quantias, mas o fato de conversar com alguém conhecido, não desperta a suspeita, e o golpe tendo êxito.

“Eles inventam histórias. Uma viagem por exemplo, em que o golpista simula para um familiar da vítima que o pneu do carro furou e está precisando de dinheiro. Então, ele passa um número de uma conta bancária para depósito, mas as quantias depositadas não são grandes”, completou o delegado da DDF.

Investigações

A DDF já recebeu quatro vítimas desse novo golpe. Segundo o delegado Marcos Vasconcelos, as apurações ainda estão no começo, mas já existe uma linha forte de investigação, que não pode ser divulgada por enquanto.

“As investigações começaram há pouco tempo, mas já temos uma boa linha, porém não podemos divulgar nada, para não atrapalhar e comprometer nosso trabalho”, frisou o delegado.

Como denunciar

Ainda conforme o titular da DDF, as vítimas desse golpe e também de outras modalidades de crime ligados à delegacia, devem fazer um Boletim de Ocorrência na Central de Polícia, localizada no bairro do Geisel, em João Pessoa.

“A princípio, registra um Boletim de Ocorrência que a Delegacia de Defraudações vai investigar, então quanto mais informações tivermos, teremos mais chances de chegar aos criminosos”, completou Marcos Vasconcelos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas