Início Geral

‘O Filme da Minha Vida’ entra em cartaz nos cinemas da Paraíba

Filme nacional nas telonas. Desta vez é mais um filme dirigido por Selton Mello, o terceiro no qual ele assume também a função por trás das câmeras. O Filme da Minha Vida traz o próprio ator aliado a um elenco que conta com nomes como Johnny Massaro, Bruna Linzmeyer e o ator francês Vincent Cassel (Irreversível, Cisne Negro). Comente no fim da matéria.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Depois de Feliz Natal (2008) e O Palhaço (2011), agora Mello apresenta um filme introspectivo filmado na serra gaúcha e ambientado em 1963. A trama mostra o processo de amadurecimento do jovem Tony Terranova (Johnny Massaro), sua relação estreita com a mãe, a ausência do pai (Vincent Cassel), e seus dilemas internos.

O roteiro é escrito a quatro mãos, pelo próprio Selton e seu colaborador habitual, Marcelo Vindicato. A história é baseada no livro do chileno Antonio Skármeta, que faz uma participação especial na história interpretando um frequentador de um dos bordéis da pequena cidade do interior gaúcho. A fotografia está nas mãos do paraibano Walter Carvalho, que recentemente entrou para a lista dos votantes da Academia de Cinema de Hollywood, que realiza o Oscar.

A recepção do filme foi mista. O crítico Pablo Villaça, do site Cinema em Cena, ressalta o caráter nostálgico da produção. “Boa parte da poesia intrínseca à abordagem de Selton Mello encontra-se em sua linda compreensão acerca da natureza da memória e como esta é ao mesmo tempo prisão e liberdade”. Outros ressaltam algo que Selton faz questão de salientar nas entrevistas de divulgação da obra, que é o encantamento pela sétima arte presente na história, o que remete a outras histórias da relação humana com o cinema, como no clássico Cinema Paradiso e no mais recente A Invenção de Hugo Cabret. No entanto, o resultado acaba sendo insuficiente.

“Se O Filme da Minha Vida expõe pensamentos e até honestidade acerca do cinema que deseja falar, o longa é faz essa sua jornada ao encantamento do cinema ser um percurso da absorção, em que no final o longa, a narrativa e toda sua essência sejam engolidos por essa paixão. O Filme da Minha Vida perde-se no encantamento cinematográfico”, analisa Giovanni Rizzo, do Observatório de Cinema.

 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.