Economia

INSS

Oportunidade

TV Correio

Açude Poções (Foto: DNocs/Divulgação)

Obras começam em Poções e devem durar até quatro meses

Informação foi repassada pelo diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) na Paraíba, Alberto Gomes

290
COMPARTILHE

As obras da tomada complementar de água (rasgo) no açude de Poções (eixo leste da transposição), localizado no Cariri paraibano, devem durar aproximadamente quatro meses. A informação foi repassada pelo diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) na Paraíba, Alberto Gomes.

Leia também:

Os serviços foram retomados na última terça-feira (15). Na segunda-feira (14), o Ministério Público Federal (MPF), em João Pessoa, realizou uma reunião com empresa PB Construções, responsável pela obra, que se comprometeu a começar os trabalhos ainda naquela semana.

Durante o encontro da segunda, ficou definido que o MPF enviaria ao Ministério da Integração Nacional colocações da PB Construções acerca de atrasos no pagamento das medições da obra. O Ministério Público Federal enviaria também, ao Dnocs, documentação que será entregue pela empresa para análise jurídica do pagamento de válvulas adquiridas para uso na obra.

São Gonçalo

Ainda na reunião da segunda-feira, o Dnocs se comprometeu a apresentar ao MPF em Sousa, em 10 dias, o cronograma da obra executada no açude São Gonçalo, no Sertão da Paraíba. O reservatório também está em obra para receber águas do Projeto de Integração do São Francisco (Pisf), eixo norte.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas