onze-acudes-sangram-apos-chuvas-na-pb-previsao-e-de-mais-ocorrencias
Chuvas devem continuar em João Pessoa (Foto: Nalva Figueiredo/Jornal Correio da Paraíba)

Onze açudes sangram após chuvas na PB; previsão é de mais ocorrências

Alta concentração de umidade presente no ar deve provocar mais chuvas do Litoral ao Sertão nesta segunda-feira, segundo a Aesa

1094
4
COMPARTILHE

Subiu para 11 o número de açudes que transbordaram devido às chuvas recentes na Paraíba. De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas, estão sangrando os seguintes reservatórios: Araçagi, em Araçagi; Bom Jesus, em Carrapateira; Cachoeira da Vaca, em Cachoeira dos Índios; Cachoeira dos Alves, em Itaporanga; Cafundó, em Serra Grande; Olho d’Água, em Mari; Pimenta, em São José de Caiana; São José I, em São José de Piranhas; São José II, em Monteiro; Taperoá II, em Taperoá; e Vazante, em Diamante.

Além disso, estão próximos de alcançar seus volumes totais os açudes Bichinho, em Barra de São Miguel; Gramame/Mamuaba, no Conde; Jangada, em Mamanguape; São Salvador, em Sapé. Todos eles estão com mais de 90% de suas capacidades.

No Sertão da Paraíba, moradores comemoram a chegada de água em outro reservatório, o São Gonçalo, em Sousa. Na última terça-feira (10), o açude estava 29% abastecido, com cerca de 13,3 milhões de metros cúbicos. Menos de uma semana depois, o volume subiu para 14,8 milhões de metros cúbicos, o que representa 33% de sua capacidade total. A expectativa da população é de que ele atinja a metade de seu limite nas próximas horas.

Para esta segunda feira, a previsão é de tempo instável do Litoral ao Sertão, devido à alta concentração de umidade presente no ar. O céu deve ficar nublado ou com nebulosidade variável em boa parte do estado. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), existe risco de enxurradas e outros eventos de risco na Capital e região metropolitana.

O coordenador da Defesa Civil em João Pessoa, Noé Estrela, informou que houve apenas uma ocorrência nas últimas 24 horas. Segundo ele, a Defesa Civil recebeu apenas uma ocorrência emergencial no bairro da Torre, que já foi sanada.

Conforme Noé, choveu nesse mesmo período cerca de 34 milímetros, sendo os maiores volumes registrados nos bairros Cristo Redentor e Cuiá. Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, por meio do telefone 0800 285 9020.

COMENTÁRIOS

  1. Chuva na Paraíba significa alegria e riqueza, pois, ainda, não somos um estado industrializado. Sonhamos ainda com a revitalização dos rios.

  2. Graças a Deus isso é a coisa mais valiosa para a população paraibana, essa imagem serve para informa ao povo o uso do dinheiro publico que o GOVERNADOR RICARDO COUTINHO VAI USAR PARA COMPRAR O APOIO DOS PREFEITOS COM O DINHEIRO DESTINADO PARA COMBATER A SECA QUE NÃO EXISTE MAIS NA PARAIBA.
    O Governado RICARDO COUTINHO DECLAROU ESSE MÊS, ESTADO DE CALAMIDADE EM 196 MUNICIPIOS QUE ESTA SE ACABANDO COM A SECA, TUDO ISSO É METIRA, COMFORME ESTÁ A PROVA AI NESSA REPORTAGEM, TUDO ISSO ELE INVETOU PARA PODER USAR O DINHEIRO QUE ELE SEGUROU E NÃO LIBEROU O ANO PASSADO QUANDO REALMENTE ESTAVA SEM CHOVER, SÓ QUE ELE NÃO DEU A MINIMA IMPORTANCIA PARA O POVO.
    DESDE JANEIRO QUEM VEM CHOVENDO EM TODA PARAIBA

  3. EU QUERO VÊ A ONDE VÃO SER GASTOS O DINHEIRO NESSES 196 MUNICÍPIOS DA PARAÍBA QUE ESTÁ EM ESTADO DE CALAMIDADE POR CONTA SECA QUE O GOVERNADOR RICARDO COUTINHO INVENTOU NA SEMANA PASSADA.
    OS PREFEITOS VÃO TER QUE MOSTRAR OS GASTOS COM ESSA SECA E PROVAR QUE AS SUAS CIDADES ESTÃO EM ESTADO DE CALAMIDADE POR CONTA DE NÃO ESTÁ CHUVENDO.
    O POVO ESTÁ É, PRECISANDO DE ARAR A TERRA COM TRATORES PARA PRANTAR, MILHO e FEIJÃO, GRAÇAS A DEUS, ESSE ANO VAI TER FARTURA DE MILHO E FEIJÃO EM TODA PARAÍBA.
    A SECA QUE O GOVERNADOR ESTAVA CONTANDO PARA O AJUDAR NA CAMPANHA DESSE ANO, DEUS BOTOU A MÃO E ACABOU COM A VONTADE DO GOVERNADOR RICARDO COUTINHO.
    DEUS É MARAVILHOSO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas