Início Geral

‘Ópera do Pandeiro’ está em cartaz no Ednaldo do Egypto, em João Pessoa

A Ópera do Pandeiro, montagem do grupo de teatro Bichoderuma, iniciou temporada no Teatro Ednaldo do Egypto, em Manaíra, na Capital, depois de passar por Campina Grande, Alagoa Grande, Guarabira, Cabedelo e fazer duas apresentações em João Pessoa, no Teatro Lima Penante. O espetáculo narrativo poético-musical, que retrata o nascimento, obra, vida e morte do músico paraibano Jackson do Pandeiro, o Rei do Ritmo, pode ser conferido todos os sábados e domingos deste mês de abril, até 1º de maio, às 20h.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

A entrada custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). O texto é de Mizael Batista, que também assina a direção com Genário Dunas, e a produção é de Valdir Santos.

O espetáculo começa com um auto de natal paraibano, que conta o nascimento do menino José, o Jackson do Pandeiro, na cidade de Alagoa Grande, passando então para um guerreiro aboiador e sua narrativa cordelesca, um profeta que anuncia o predestinado, brincantes, bujões e muita celebração para a chegada do menino.

O pós-nascimento mostra as suas passagens, a começar pelo presságio de uma cigana, a primeira escola de Jackson, na feira com sua mãe Flora Mourão, o Eldorado em Campina Grande, a rádio Tabajara em João Pessoa, a explosão do seu primeiro sucesso em Recife e a culminância no Rio de Janeiro.

O diretor Mizael Batista explica que a peça, que encena o nascimento e vida, propõe uma boa viagem para eternizar na lua conforme um de seu sucesso. “A encenação, que é feita ao vivo por atores, dançarina e cantora, vislumbra a autenticidade regional, uma linha autoral com artistas locais e letras eternizadas por Jackson e seu ritmo diversos”, destaca.

O projeto foi selecionado nos Editais 2015 do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos (FIC). Tem patrocínio da Secretaria de Estado da Cultura, da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e do Ministério da Cultura e apoio da UFPB/PRAC/COEX. A direção musical é de Jozam Domingos; coreografia, Adalberto Fernandes; cenografia, Leonardo Macedo; contrarregra, Carlos Roberto e iluminação, Nilson Silva.

No elenco estão Isaias Vicente, Leidgan Araújo, Chris Mauricio, Ângela Beijo, Mylene Martins, Jozam Domingos, Honorato Irmão, Claudio Correia, Shilon Gama. Os músicos são Honorato Irmão (sanfona), e Jozam Domingos (violão). No vocal estão Ângela Beijo e Jozam Domingos. O espetáculo tem ainda as participações especiais de Luciana Oliveira, Marcus Vinicius, Allcemy Araujo e Grupo de Teatro e Dança Creusa Pires.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.