Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Servidores são afastados suspeitos de fraudes em leilões

Três servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) na Paraíba foram afastados de suas funções por serem apontados como suspeitos em um esquema de fraudes em leilões de veículos. As investigações começaram em janeiro e, nesta terça-feira (28), a Corregedoria do órgão deflagrou a Operação Arremate, com objetivo de apreender documentos que comprovassem as atividades ilícitas. Um condomínio de luxo no bairro Altiplano, área nobre de João Pessoa, está entre os endereços alvos da operação.

De acordo com as investigações, fraudes teriam acontecido em ao menos 12 leilões. Antes dos leilões, os melhores lotes eram identificados e arrematados por membros da organização criminosa, porém eles não realizavam o pagamento. Ao invés de os veículos serem postos novamente a leilão – como determina a lei – a comissão autorizava as empresas leiloeiras a repassar os lotes a outros envolvidos no esquema, pelo valor de avaliação inicial do leilão. Duas empresas com sede na capital paraibana são investigadas.

Não houve prisões nesta primeira fase da Operação Arremate, mas cerca de 200 motocicletas foram apreendidas. O Detran-PB ainda analisa listas de bens que podem ter sido arrematados de forma fraudulenta. Em apenas uma delas, constam 499 motos.

Os compradores então levavam os veículos para uma oficina na cidade de Cabedelo, Região Metropolitana da Capital, faziam reformas e revendiam por valores cinco ou seis vezes mais altos que os do arremate. Além disso, eles colocavam peças de motocicletas roubadas em veículos adquiridos ilegalmente junto ao Detran-PB.

Esse repasse dos veículos em leilão para a quadrilha era autorizado por três servidores do Detran-PB. Um deles teria adquirido um apartamento e construído uma casa de praia com recursos provenientes do esquema criminoso. Ele e mais dois colegas de trabalho foram afastados de suas funções. O Detran-PB não divulgou os nomes dos suspeitos.

O superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, disse que o esquema criminoso não impedirá a realização de novos leilões. Ele garantiu, no entanto, que os “novos serão feitos com lisura e a população não precisa se preocupar”.

“Quero informar a todos os interessados em arrematar bens em leilões do Detran-PB, os quais serão realizados em dezembro nas cidades de Patos, Campina Grande e João Pessoa, podem ter tranquilidade porque uma operação como essa, exitosa, foi para garantir lisura completa. A gente inclusive atrasou os leilões de setembro e outubro porque queríamos a conclusão de toda a investigação para afastar aqueles que estavam fraudando leilões, tanto as empresas leiloeiras, quanto alguns funcionários”, declarou.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.