Início Policial

Operação na Paraíba e mais 11 estados investiga pirâmide financeira que lucrou R$ 60 milhões com golpes

Investigações realizadas pelo Ministério Público de Minas Gerais apontam que grupo tenha feito ao menos 1.500 vítimas
Imagem ilustrativa | Foto: Arquivo/Portal Correio

Operação deflagrada na Paraíba e mais 11 estados nesta quinta-feira (25) investiga uma organização criminosa especializada em aplicar golpes por meio de pirâmides financeiras. O grupo também é suspeito de crimes contra relações de consumo e lavagem de dinheiro. Estima-se que os criminosos tenham feito mais de 1.500 vítimas entre os anos de 2019 e 2020. A quadrilha teria lucrado aproximadamente R$ 60 milhões com os golpes.

Segundo investigações do Ministério Público de Minas Gerais, os golpes aconteciam através dos sites ‘Aprenda Investindo’ e ‘Investing Brasil’. Centenas de pessoas, na expectativa de realizar investimentos financeiros, eram direcionadas para as corretoras “VLOM” e “LBLV”. No entanto, as quantias transferidas pelas vítimas não eram revertidas em investimentos, mas convertidas em bitcoins e bens de alto valor.

A operação, que recebeu o nome de Black Monday, acontece na Paraíba, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia, Alagoas, Maranhão, Rondônia, Goiás, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, onde são cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão.

Participam da ‘Black Monday’ 26 promotores de justiça, 42 servidores de Ministérios Públicos, 20 delegados, 91 agentes da Polícia Civil, 30 Policiais Militares, dois peritos e nove policiais rodoviários federais.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.