Opera??o no Litoral apreende fuzil, espingarda e muni??es; dois s?o presos

13
COMPARTILHE

Um homem de 28 anos suspeito de um homicídio e duas tentativas de assassinatos ocorridos na cidade de Baía da Traição, no Litoral Norte, foi preso durante a Operação Rio-Baía, realizada na manhã desta quinta-feira (12). A ação contou com a participação de 40 policiais civis e 30 militares, que cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Rio Tinto, Marcação e Baía da Traição, apreendendo ainda espingardas e munições.

Leia mais Notícias do Portal Correio

De acordo com o delegado Walter Brandão, titular da 7ª Delegacia Seccional, o preso Adriano dos Santos, 28 anos, conhecido como “Cabeça”, é apontado como autor de duas tentativas de homicídio e um homicídio consumado no município de Baía da Traição, no dia 1º de novembro. “O trabalho teve como objetivo reprimir os crimes contra a vida e o porte ilegal de armas na região, sendo pautado em investigações, que subsidiaram os pedidos dos 11 mandados de prisão e de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário e cumpridos pelas forças policiais nesta manhã em cidades do Vale do Mamanguape. Especificamente o mandado contra Adriano foi cumprido na casa dele, em Baía da Traição”, explicou a autoridade policial.

Durante a ação, as polícias também realizaram a prisão em flagrante do armeiro Francisco Fernandes Alves, 46 anos, na cidade de Rio Tinto. Com ele, foram apreendidas três espingardas calibre 12, munições de fuzil 762 e cartuchos de espingarda calibre 22.

Para o capitão Alberto Filho, comandante da 2ª Companhia Independente de Mamanguape, as prisões previnem outros crimes na área. “A integração entre as forças policiais tem efeitos positivos. O trabalho teve caráter repressivo e preventivo, pela circulação de policiais e viaturas nesses municípios e prisões decorrentes da ação, até porque tínhamos inclusive a informação de que as duas vítimas de tentativa de homicídio estariam planejando matar o Adriano”, acrescentou o capitão.

Os dois presos foram encaminhados para a sede da Delegacia Seccional, em Mamanguape, onde permanecem à disposição do Poder Judiciário.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas