Início Notícias

Órgãos se reúnem para definir reintegração de condomínio invadido

Uma reunião entre membros da Justiça Federal, da Secretaria de Habitação de João Pessoa e da Caixa Econômica Federal discutiu, na manhã desta terça-feira (8), a ação de reintegração de posse de residências do Condomínio Vista Verde I e II, que fica no Bairro das Indústrias, Zona Sul de João Pessoa.

A reunião contou com a presença de policiais federais que, segundo a assessoria da Polícia Federal, estavam no local para fazer escolta de uma juíza federal que participou da reunião.

Ao Portal Correio, o secretário de Habitação Social da Capital, André Coelho, disse que o condomínio foi invadido antes de ter as obras concluídas, mas que a Prefeitura de João Pessoa não possui responsabilidade no caso, já que a obra é tocada pela Caixa Econômica.

“Houve um diálogo com órgãos de segurança. Nós (prefeitura) não fazemos parte do processo (invasão/reintegração), mas participamos da reunião porque o condomínio fica na Capital. Além disso, essas reuniões com os órgãos são frequentes”, afirmou André Coelho.

Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Caixa Econômica na Paraíba afirmou que após a desocupação do empreendimento será feita vistoria nas unidades habitacionais pela Caixa com objetivo de acionar a construtora responsável para recuperação das moradias. Contudo, não foi definido um dia para a execução da reintegração de posse. Veja a nota na íntegra abaixo.

“A Caixa Econômica Federal informa que adotou medidas cabíveis para reintegração de posse do empreendimento Vista Verde I e II, no Bairro das Indústrias. A responsabilidade pelo cumprimento da decisão é do oficial de justiça e das forças de segurança pública. A reintegração de posse tem objetivo de garantir o direito as famílias que se enquadrem dentro das regras, de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa Minha Casa Minha Vida, para os quais os imóveis serão devidamente destinados.

Após a desocupação do empreendimento será feita vistoria nas unidades habitacionais pela Caixa com objetivo de acionar a construtora responsável para recuperação das moradias. Os imóveis serão entregues em plenas condições de habitabilidade”.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.