Início Geral

‘Pão e circo’ da transposição

Sem dúvida estamos vivenciando uma certa “política do pão e circo”, como na Roma antiga, se comparada à efervescência gerada no entorno da transposição do rio São Francisco e a chegada das águas a Paraíba. Sem dúvida, depois do advento do Bolsa Família, ainda não tinha aparecido ‘cabo eleitoral’ melhor, ironicamente falando.

É, a transposição será sim o ‘carro chefe’ da campanha de 2018, além da Lava Jato e suas listas infinitas, a conta-gotas – o que é um absurdo, já que mais confunde do que explica, e coloca todo mundo em um ‘bizaco’ só, o que não me parece ser justo.

Só explicando. Quem estudou história, lembra bem dessa aula: “A política do Pão e circo, como ficou conhecida, era o modo com o qual os líderes romanos lidavam com a população em geral, para mantê-la fiel à ordem estabelecida e conquistar o seu apoio. Esta frase tem origem na Sátira X do humorista e poeta romano Juvenal (vivo por volta do ano 100 d.C.) e no seu contexto original, criticava a falta de informação do povo romano, que não tinha qualquer interesse em assuntos políticos, e só se preocupava com o alimento e o divertimento” (Google).

Vou alterar só um pouco esse contexto, porque eu acredito que a população já enxerga sim esses assuntos políticos. Pode até aceitar o pão, aplaudir o circo, mas com outros olhares, perspectivas, indagações.

O rio está passando, mas a água ainda não está na torneira. Pode fazer festa, dar ponto facultativo, mas ao final, a louça ainda estará suja na pia porque a água não cai da torneira. E aí? Vou abrir uma exceção porque ainda existem políticos sérios.

Débito milionário

O Tribunal de Contas da Paraíba imputou débito de R$ 3.929.705,80 ao ex-prefeito de Cabedelo, José Régis, irregularidade de contratos para tombamento de bens municipais firmados com a empresa GAP – Grupo de Administração Profissional. O ex-prefeito ainda pode recorrer da decisão.

Socorro…

O líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), afirmou que a votação que trata sobre o projeto de recuperação fiscal para estados em situação de calamidade deve ser tratada com prioridade.

…aos estados

O relator da proposta, deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ), apresentou um novo texto substitutivo e a votação acabou adiada pela terceira vez.

Sensibilidade

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) apresentou um projeto na Assembleia Legislativa que garante leito exclusivo para mães de bebês que nasceram mortos. Projeto para ser aprovado por unanimidade.

Transparência

Já o deputado Jutay Meneses (PRB) apresentou projeto para que os três Poderes prestem contas sobre alugueis de imóveis.

Zona de livre comércio

O deputado federal Wilson Filho (PTB) apresentou a PEC 19/11 que cria a Zona Franca do Semiárido Nordestino ao ministro da Fazenda, Henrique Meireles, e pediu o apoio para que a matéria seja apreciada em plenário. Pela proposta, os municípios que integrarem esse perímetro terão características de área de livre comércio.

100 dias

O prefeito de Bayeux, Berg Lima, que enfrenta resistência da Câmara Municipal, disse que apesar das dificuldades a gestão está conseguindo sanar problemas da gestão anterior. Que não são poucos.

Nada de folga

Com a Assembleia Legislativa fechada esta semana, alguns parlamentares estão aproveitando para garantir apoios para 2018.

Cartórios

O presidente do TJPB, desembargador Joás de Brito Pereira Filho se reuniu ontem com magistrados e advogados para discutir assuntos inerentes aos Cartórios Unificados das Varas de Família da Capital.

Previsão

A Prefeitura de João Pessoa deve ter um orçamento de R$ 2,66 bilhões para o próximo ano. A LDO já está tramitando na Câmara.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.