Moeda: Clima: Marés:
Início Tempo

Paraíba registra 71 raios em pouco mais de 24 horas; descargas derrubaram energia em bairros da Capital

Apesar da ampla repercussão, número foi bastante inferior ao visto em janeiro, por exemplo, quando o Elat contabilizou 2.664 descargas elétricas em poucas horas
Raios, Chuvas,
Foto: Instagram/@_claralaluna – via @hojetemjp

A Paraíba registrou 71 raios entre esse domingo (22) e as 12h desta segunda-feira (23), segundo informou ao Portal Correio o Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Precedidos de trovões, os raios provocam efeito luminoso no céu, os relâmpagos, fenômeno que chamou atenção de internautas, sobretudo da Capital, na madrugada desta segunda-feira (23).

Nas redes sociais, moradores de João Pessoa comentaram o temporal. O assunto foi parar nos trending topics (assuntos mais comentados do país) do Twitter e dezenas de vídeos e fotos foram publicadas no Instagram. Entre demonstrações de espanto e posts bem humorados, aconteceram também reclamações de interrupção no fornecimento de energia elétrica.

Apesar da ampla repercussão, o número foi bastante inferior ao visto em janeiro deste ano, por exemplo, quando o Elat contabilizou 2.664 descargas elétricas em poucas horas no estado.

Ao Portal Correio, a Energisa confirmou que as chuvas intensas, ventos e descargas atmosféricas provocaram quedas de energia em bairros da Capital, como Mangabeira, Cristo, Bancários e Água Fria, e também em Tibiri, Santa Rita. A concessionária afirmou que os problemas foram pontuais e o serviço já foi restabelecido.

“Os casos isolados de falta de energia continuam sendo tratados pelas equipe normalmente”, reforçou a Energisa. A empresa não informou quanto tempo durou a queda de energia na Grande João Pessoa.

O mapa de raios em tempo real, hospedado no site do Elat, mostra que a atividade elétrica persiste na manhã desta segunda-feira. O mapa é atualizado a cada 15 minutos. No registro feito pelo Portal Correio às 10h56, o sistema indicava pontos de tempestade na Paraíba, com intensidade entre baixa e moderada. O fenômeno se concentra na faixa leste do estado, próximo à divisa com o Rio Grande do Norte.

Mapa de raios em tempo real – registro feito às 10h56 (Foto: Reprodução/Elat)

Chuvas

Chove forte em João Pessoa desde a sexta-feira (20). De acordo com o site Climatempo, com base em dados de estações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a capital paraibana já registrou 205 milímetros nesse período. Essa quantidade representa 72% do esperado para todo o mês na cidade, já que a média climatológica de João Pessoa em maio é 284 milímetros. Ainda de acordo com os dados do Cemaden, ao longo de todo o mês, a capital paraibana já registrou 338 milímetros, o que representa 20% a mais que o esperado para maio.

Na manhã desta segunda-feira (23), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou alerta de acumulado de chuvas para a faixa leste do estado. O aviso, válido até as 8h desta terça-feira (24), recebeu a classificação laranja (perigo).

Conforme o Inmet, pode chover entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 e 100 milímetros por dia. Há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios. Foram listados no alerta João Pessoa, Alhandra, Baía da Traição, Bayeux, Caaporã, Cabedelo, Conde, Lucena, Mamanguape, Marcação, Mataraca, Pitimbu, Rio Tinto, Santa Rita.

Além disso, 105 municípios foram listados em alerta amarelo (perigo potencial) de chuvas intensas. Confira listas de localidades e orientações de segurança.

Foto: Instagram/@_claralaluna – via @hojetemjp
Foto: Instagram/@fabricioteleva – via @hojetemjp
Foto: Instagram/@a7.jessi – via @hojetemjp
Foto: Instagram/@gabiycarvalho – via @hojetemjp

Como se proteger de raios

  • Busque abrigo assim que aparecerem nuvens carregadas no céu ou começar a trovejar;
  • Evite colher frutas, abrigar-se ou caminhar perto de árvores;
  • Não fique próximo a animais, cerca de arame ou objetos metálicos pontiagudos, como pás, enxadas e facões;
  • Não ande a cavalo;
  • Não fique próximo a veículos como tratores ou dentro de carroceria de caminhão;
  • Não procure abrigo em áreas cobertas que protegem somente da chuva, como varandas, barracos e celeiros;
  • Evite praticar esportes, caminhar ou ficar parado em áreas descampadas, como terrenos baldios e rodovias;
  • Não suba em locais altos, como telhados, terraços e montanhas;
  • Se mantenha distante de varais de metal, antenas ou portões de ferro;
  • Se estiver na praia, rio ou piscinas, evite permanecer dentro da água, caminhar às margens da água na faixa de areia, calçadão, beira de rio ou piscina. Não se abrigue debaixo de guarda-sol, tendas e quiosques. Não realize atividades de pesca, nem fique próximo a embarcações atracadas;
  • Não utilize equipamentos elétricos ligados à rede elétrica, nem fique perto de tomadas;
  • Não fale ao telefone com fio, nem utilize celular conectado ao carregador;
  • Evite tomar banho em chuveiro elétrico;
  • Não fique próximo a janelas e portas metálicas e evite se aproximar da rede hidráulica (torneiras e canos);
  • Se estiver em ambiente aberto, sem a possibilidade de abrigo em local seguro, afaste-se de qualquer ponto mais alto e de objetos metálicos. Mantenha os pés juntos e agache-se até a tempestade passar. Não se deite no chão.

Palavras Chave

João PessoaTempo

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.