Início Saúde

Paraíba tem 59 pacientes com Covid-19 aguardando por leitos em UPAs e hospitais

Informação foi confirmada ao Portal Correio pela Secretaria de Estado da Saúde. Problema teria começado nessa segunda-feira
Foto: Imagem ilustrativa | Rovena Rosa/Agência Brasil

Pacientes com Covid-19 já enfrentam dificuldades para conseguir leitos em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e hospitais da Paraíba. Ao Portal Correio, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou que até as 9h desta terça-feira (9) 59 pessoas estavam na fila, sendo 35 esperas por UTI e 24 por vagas de enfermaria. As filas teriam começado nessa segunda-feira (8).

De acordo com a SES, a 1ª macrorregião da Saúde, que abrange 64 municípios, incluindo João Pessoa, concentra a maioria dos problemas. São 33 pessoas em fila de UTI. Dezessete delas, sendo 12 na Capital, recebem assistência em UPAs enquanto aguardam por um leito de terapia intensiva. Outras 16 estão em hospitais.

Há também na 1ª macrorregião 24 pessoas esperando por leitos de enfermaria. Dezesseis pacientes, sendo 12 em João Pessoa, estão em UPAs. Oito aguardam por leitos de enfermaria em hospitais. Ainda de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, duas pessoas aguardam por leitos de UTI no Sertão do estado.

“Já existe uma pressão maior nas UPAs e uma demora maior para liberação de leitos”, admitiu a SES, ao Portal Correio.

O número de casos de Covid-19 tem crescido exponencialmente nas últimas semanas na Paraíba e preocupado profissionais de saúde, que veem risco de colapso no sistema. A 20ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba, divulgada no último sábado (6), colocou 211 municípios do estado em bandeira laranja.

Apenas 4 municípios receberam bandeira amarela, uma redução de 97% em relação à avaliação anterior, a menor participação desta bandeira desde o início dos ciclos avaliativos do plano. Agora, nenhum município está em bandeira verde. Oito localidades estão com bandeira vermelha, pior cenário do esquema de avaliação do Estado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.