Início Geral

“Passando a limpo”

Não tenho dúvida de que o Brasil precisa ser “passado a limpo”, para que as próximas gerações tenham garantia de que haverá saúde, educação e segurança. Direitos garantidos pela Constituição Federal, mas que, ao longo do tempo, vêm sendo engolidos por gestores “corruptonestos”. Se elegem com discursos bonitos, acalorados, contam histórias, falam de suas histórias limpas que, ao final, se revelam, sujas.

O ‘saque’ aos cofres públicos vem desde os tempos de Dom Pedro, como bem descreveu o amigo e competente jornalista Adelson Barbosa, em recente matéria publicada pelo Correio, e está enraizado nas esferas de Poder do País – salvo as exceções que existem, raras, mas existem. Não vou aqui ficar citando nome, nem operações policiais para evitar ser injusta. Atualmente, não se fala em outra coisa do que o fim da corrupção. Acusações sob acusações, e de todos os lados. O mais interessante é que quem mais acusa é o que menos tem moral para julgar.

Ao ser testemunha dessas inúmeras jurídicas, administrativas, políticas, me vem à mente o evangelho de João, que conta a história de uma mulher que cometeu adultério e estava prestes a ser apedrejada, mas disse Jesus: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra”. A mulher não foi atingida por uma pedra sequer e iniciou uma nova vida. Como diria Fernando Henrique Cardoso, que acabou fisgado pela Lava Jato, até no “tempo de Jesus Cristo houve alguém que fez alguma coisa errada”. Fica a reflexão na esperança de dias melhores.

O deputado Adriano Galdino conseguiu dar um nó no governador Ricardo Coutinho ao anunciar reajuste para os servidores da Assembleia Legislativa, um dia após a Casa ter aprovado a Medida Provisória 242, que congela os salários dos servidores estaduais. Com um aliado desses, difícil.

Demorou

Dizem que Adriano Galdino queria a saída de Fabio Maia, do comando do PSB de Campina Grande. Até conseguiu, mas o anúncio do reajuste, saiu antes da notícia da troca. Entra agora Thompson Mariz.

Desembarque

O vereador Djanilson da Fonseca está desembarcando no PR de Wellington Roberto e com função certa: a presidência da legenda na Capital.

“Foi pensada”

“Tomei a decisão correta. Não foi uma decisão fácil, mas foi pensada”, disse o prefeito Luciano Cartaxo ao ser questionado se deixou o PT “no momento certo”. Filiado ao PSD, disse estar focado na gestão.

Troca-troca

O vereador Bosquinho decidiu trocar o Democratas pelo PSC de Marcondes Gadelha. O DEM também perdeu Lucas de Brito.

Cautela

O deputado federal Manoel Júnior, indicado pelo PMDB, escolhido como suplente da Comissão de Iimpeachment disse que vai analisar a peça acusatória e a defesa da presidente Dilma para tomar uma decisão. “Mas com toda certeza honrarei o povo brasileiro”. Pelo tom será favorável a saída da petista.

Janela 1

Leila Fonseca se filiou ontem ao PT do B. Foi recebida pelo presidente estadual, deputado Genival Matias, e pelo dirigente do partido em João Pessoa, Márcio Alencar. Pode ser indicada a vice, mas não disse de quem.

Janela 2

Para quem não lembra, Leila Fonseca disputou uma vaga ao Senado da República, em 2014, pelo PROS e obteve 44.62 votos na Paraíba.

Fórum 1

O advogado Rinaldo Mouzalas participará do Fórum Permanente de Processualistas Civis, em Pernambuco. Ele debaterá sobre Processo de Execução e Cumprimento de Sentença.

Fórum 2

O Fórum define as orientações dos professores de processo civil quanto à interpretação do novo Código Processual Civil.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.