Moeda: Clima: Marés:

Patos bate meta da Busca Ativa Escolar do Unicef, estratégia responsável por diminuir os índices de evasão da rede de ensino municipal

O município de Patos recebeu um relatório do UNICEF e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) apontando que a meta da Busca Ativa Escolar (BAE) foi atingida pela gestão municipal na primeira medição. A estratégia é desenvolvida pelas duas entidades em conjunto com o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

A BAE é composta por uma metodologia social e uma ferramenta tecnológica disponibilizadas gratuitamente para estados e municípios com a intenção de apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Por meio da Busca Ativa Escolar, municípios e estados têm dados concretos que possibilitarão planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a garantia de direitos de das crianças.

Embora seja uma responsabilidade da Secretaria de Educação do município, a Busca Ativa Escolar reúne representantes de diferentes áreas como a Saúde, Assistência Social, Planejamento, entre outras secretarias, fortalecendo, dessa forma, a rede de proteção.

Em Patos, o setor dentro da Educação responsável por tocar o projeto é o Psicossocial. De acordo com Josoaldo Soares, Coordenador Operacional da Busca Ativa Escolar, cada secretaria e profissional tem um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola ou em risco de abandono, até a tomada das providências necessárias para seu atendimento nos diversos serviços públicos, sua (re)matrícula e sua permanência na escola.

“Quando se verifica a questão do risco e, até mesmo de algumas interpelações pessoais que provocam o processo de evasão escolar das nossas crianças e adolescentes, é solicitado que o setor Psicossocial possa realizar a visita domiciliar junto à família dessa criança ou adolescente. E, sobre esse contexto, é verificada quais as interpelações ou problemáticas sociais estão diretamente impactando para que a criança ou o adolescente não compareça à escola. Sendo identificadas essas problemáticas, surge um trabalho intersetorial que envolve Educação, Saúde e Assistência Social na perspectiva de que a criança ou o adolescente retorne para a escola e volte a frequentar suas atividades educacionais regularmente”, explicou.

A Educação de Patos tem ganhado destaque com bastante frequência com premiações pela qualidade da merenda escolar servida aos alunos da rede, os investimentos na área através da criação de importantes programas como o META Aprender e o Sertão Criança e a instalação de equipamentos necessários como o Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), Centro de Educação Infantil (CEI) e a Escola Cívico Militar (ECIM).

Este conteúdo é de responsabilidade da Prefeitura Municipal de Patos

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.