Pedreiro é preso suspeito de estuprar enteada de 11 anos; vítima o denunciou à polícia

39
COMPARTILHE

Um pedreiro de 30 anos foi preso nesta quinta-feira (2), em São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, a 503 km de João Pessoa, suspeito de estuprar a própria enteada, de 11 anos, que o denunciou, na companhia da mãe, à delegada Cristiana Roberta, na delegacia da Mulher do município vizinho de Cajazeiras.

Leia também: Uma mulher é estuprada a cada 40 horas na PB; secretário avalia estatística

Segundo o delegado Braz Morrone, do Grupo Tático Especial da Polícia Civil de Cajazeiras, a delegada da Mulher solicitou a prisão do suspeito e o GTE fez buscas e executou a detenção.

“O pedreiro foi localizado trabalhando em uma obra, negou tudo ao ser interrogado e se mostrou surpreso pelo motivo da prisão”, disse Braz, que revelou que as investigações indicaram que os abusos sexuais ocorriam há pelo menos três anos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“A menina começou a apresentar comportamentos estranhos, agressivos, na escola e em casa. Ela foi levada para tratamento com psicólogo. Foi aí que ela se abriu e revelou os abusos”, afirmou o delegado. Conforme explicou, a mãe da garota, que já tem dois filhos com o suspeito, disse que não sabia de nada e já estranhava pedidos recorrentes da vítima para se mudar para Cajazeiras. O objetivo seria fugir do padrasto.

A criança foi submetida a exames que comprovaram os abusos sofridos. O suspeito detido foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras. Nesta sexta-feira (3), ele fará exame de corpo de delito e será conduzido para a cadeia de São José de Piranhas, onde aguardará o andamento do processo judicial.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas