Pesquisa mostra que mais de 80% dos consumidores est?o endividados na Grande JP

26
COMPARTILHE

O nível de endividamento dos consumidores da Região Metropolitana de João Pessoa registrou uma queda de 1,75% no mês de novembro, em comparação com outubro. Mesmo assim, 80,9% dos entrevistados afirmaram possuir algum tipo de dívida adquirida em compras parceladas no cartão de crédito, cartão de loja ou cheque especial ou financiamento. O número total de endividados é 10,55% maior do que o registrado em 2014.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Os dados foram divulgados pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba.

A pesquisa revelou ainda que 16,33% dos consumidores endividados possuem dívidas em atraso neste mês, um resultado 3,59% inferior a outubro. Quanto à inadimplência, que são contas em atraso as quais não poderão ser quitadas em noventa dias, a pesquisa revelou que 8,93% dos consumidores endividados estão inadimplentes.

A falta de planejamento nos gastos domésticos foi apontada por 53,06% dos consumidores como principal motivo para possuir contas em atraso, seguidos pela inflação, 18,37%, e pelo desemprego de algum membro da família, 12,25%.

Como maiores responsáveis pelas dívidas estão o cartão de crédito, apontado por 69,39% dos consumidores endividados, seguido pelo financiamento de veículos, 13,99%; financiamento de imóveis 7,29%; e empréstimos pessoais, 6,71%.

Na análise por gênero, tanto os homens como as mulheres estão menos endividados, com retrações de 1,25% e 2,12% respectivamente. Por faixa etária, a maior queda foi entre os consumidores com idades entre 48 e 58 anos, com um recuo de 2,14%, e por escolaridade, a maior redução aconteceu nos consumidores que possuem ensino superior completo, com retração de 3,51%. Por faixa de renda, os consumidores que ganham entre sete e dez salários mínimos registraram o maior decréscimo, de 3,56%.

Na análise por sexo, a taxa de comprometimento da renda com dívidas entre os homens foi levemente superior ao das mulheres, sendo, respectivamente, 45,72% e 45,52%.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas