Píer da Lagoa vira meme e é alvo de nova polêmica entre Estado e PMJP

44
COMPARTILHE

Depois de embates por conta de pavimentação de ruas da Estação Cabo Branco, em João Pessoa, governo do Estado e Prefeitura da Capital voltaram a ter atritos nesta terça-feira (14), desta vez por conta de obras do Parque da Lagoa, também na Capital. Na internet, o assunto já é meme; veja abaixo.

Leia também: Prefeitura garante que Parque da Lagoa tem iluminação e segurança 24h, em JP

O projeto inicial previa um deck amplo, com parapeito e contorno diferente, segundo mostrado na maquete divulgada pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP). Porém, quando a obra foi entregue, o que se viu foi apenas um píer com uma escada e sem grades de proteção.

A PMJP informou ao Jornal Correio da Paraíba desta terça (14) que o píer poderá ter um parapeito, mas teve que sofrer modificações no projeto por conta do que teria sido autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep). “Construímos o que foi autorizado e não há mais obra a ser executada na Lagoa”, disse Cartaxo, ao Jornal Correio.

O Estado, por sua vez, divulgou nota para dizer que aprovou por unanimidade as obras do Parque da Lagoa e ainda divulgou uma série de documentos para comprovar as explicações. Leia.

“O Iphaep aprovou, por unanimidade, em reunião do Conselho de Proteção de Bens Históricos e Culturais, no dia 4 de março de 2015, o projeto apresentado pela Secretaria Municipal de Planejamento, conforme matéria publicada na mesma época no portal oficial da Prefeitura da Capital. Não podendo, portanto, ser responsabilizado por frustração alguma em razão da entrega da obra.

Antes desta data, a Prefeitura não havia apresentado projeto algum, apesar de divulgar em farto material publicitário maquetes e imagens do que seria a obra. Projeto com tais características nunca chegou para a análise deste órgão. O que chegou, posteriormente, foi aprovado.

O Iphaep destaca também que não é responsável pela execução da obra, analisando prioritariamente o projeto no papel. O Instituto não tem como identificar se a qualidade do material utilizado corresponde ao que estava previsto no orçamento da obra. Os técnicos do Iphaep são responsáveis apenas por verificar se as deliberações do Conselho foram cumpridas”.

Enquanto isso, os internautas não perdoam e espalham memes e comentários sobre o píer, seja com piadas ou comentários sobre as diferenças entre as maquetes e o que foi posto em prática. Veja as imagens a seguir.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas