Moeda: Clima: Marés:
Início Esportes

Piza monta estratégia para evitar desgaste físico do elenco

Fevereiro chegou e trouxe com ele uma verdadeira maratona de jogos para o Botafogo. A equipe disputará, em média, uma partida a cada quatro dias. O Belo tem uma temporada 2020 bastante movimentada e está motivado para fazer bonito no Campeonato Paraibano de Futebol, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Isso sem contar a briga pelo acesso à Série B do Brasileiro, competição que começa em maio.

Com um volume intenso de jogos e para evitar desgastes dos atletas o técnico do Botafogo, Evaristo Piza, vai optar por um esquema de rodízio de jogadores e, assim, ter um equilíbrio maior na hora das escalações. “Se eu descanso três jogadores e mantenho oito e eu tenho três para um próximo jogo, onde a estrutura e o equilíbrio continuem e as reposições mais descansadas, da pra gente suportar mais o jogo. Acho que é importante esse balanço. Tudo isso é estudado, analisado com a comissão técnica até para poder atingir os aspectos tático, físico e ter um melhor desempenho dos atletas”, pontuou Piza.

O time alvinegro estreia pela Copa do Brasil, amanhã, contra o Atlético BA, às 20h30, no Estádio Carneirão, em Alagoinhas, Bahia. Essa é a 18ª participação do Botafogo no torneio que este ano reúne 91 equipes de todo Brasil. A melhor colocação da equipe paraibana foi a classificação para as oitavas-de-final em 2016.

Sobre possíveis mudanças com relação à equipe que empatou com o Confiança, Piza afirmou que já tem uma formação em mente. “Penso em estruturar mais o meio, daí eu tenho uma dúvida no setor. Talvez o Rogério com Djavan ou com Welligton Cesar. Talvez na frente com a possibilidade de ter um cara com mais força e estatura para ajudar o Lohan nesse jogo. Talvez o Mário possa aparecer também nessa questão ofensiva”, adiantou o comandante do Belo.

Além do confronto com o Atlético-BA pela Copa do Brasil, o elenco comandado pelo técnico Evaristo Piza entra em campo para mais seis confrontos válidos pelos outros campeonatos da temporada.

O melhor desempenho da equipe tem sido no Campeonato Paraibano com 100% de aproveitamento. O Belo é atual tricampeão da competição e está focado em conquistar o tetra depois de jejum de 45 anos (a última vez foi em 1974).

O time que investiu em uma equipe forte composta por 33 atletas, destaque para Pimentinha e Léo Moura, contabiliza duas vitórias nas duas rodadas disputadas até agora no certame estadual. Sendo 2 a 0 em cima do São Paulo-PB e 3 a 2 contra o Nacional de Patos.

Quando o assunto é a Copa do Nordeste, o time ainda não embalou. Atual vice-campeão da competição, em duas rodadas disputadas, o Belo não saiu do empate: 0 a 0 contra com o América-RN e 1 a 1 diante do Confiança-SE.

*Texto de Cassiana Ferreira, do Jornal Correio

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.